auravide auravide

Trabalho porque preciso!!!


Facebook   E-mail   Whatsapp

Quantas vezes já ouvi esse tipo de colocação em sessão terapêutica. E sinto muito em dizer que a maioria das pessoas se sente assim: trabalham porque precisam, mas como se isso não bastasse, além da obrigação de ter que trabalhar para se sustentar, também se sentem limitadas e sem valor.

Claro que muitas vezes, de fato, o momento é difícil. Por exemplo, quando as empresas têm que enfrentar uma crise mundial que repercute em todas as áreas... Mas quando nos sentimos valorizados pelo que fazemos, qualquer peso fica mais fácil de carregar. Ainda que a pessoa tenha que encarar um longo dia de trabalho, se ela se sente recompensada, tudo muda de figura.
Sei que a maioria de nós, ao longo do caminho profissional, já se perguntou porque seguiu esse rumo e não gostou das respostas.

Pode ser que você seja uma dessas pessoas que escolheu a profissão muito cedo porque era hora de começar a trabalhar e, na verdade, tinha outros planos que adiou e agora fica difícil voltar. Outros ainda podem ter simplesmente se deixado levar por uma oportunidade e hoje vêem que fizeram uma escolha equivocada.

Questionar a vida faz parte do nosso crescimento como ser humano, pois, afinal, viemos para essa vida para aprender.
Assim, não é errado entrar nesses questionamentos. O que é desagradável é deixar passar o desgosto e ir empurrando com a barriga as coisas negativas que sentimos, para resolver num momento depois que nunca é encarado. Por que agir assim? Por que ter medo de responder às perguntas que brotam do coração?
Se a crise do mundo externo pesa em nós o que diríamos da crise interna?
Será que podemos ou devemos deixar nossas inquietações de lado porque não temos respostas que nos agradem?

Muitas vezes, uma mudança naturalmente exigirá de nós uma série de sacrifícios. Mas nos sentir bem com nossos caminhos vale qualquer preço. Até o de encarar que a melhor resposta nos sinaliza que, apesar de não estarmos completamente felizes, fazendo o que fazemos, isto é o melhor que o momento pode oferecer.
Muitos de nós passamos mais tempo no trabalho do que com a família ou fazendo algo do seu gosto e é por isso que devemos encontrar um ponto de equilíbrio entre o que fazemos e o que gostamos de fazer. Às vezes, em algum momento, precisamos fazer concessões. Precisamos encontrar alegria em algo aparentemente sem graça.

Se, por acaso, não nos damos bem com nossos colegas precisamos nos perguntar por que. E tenho certeza que se a resposta for que são todos uns chatos ou mal intencionados, precisamos averiguar nossos valores porque, se assim for, o que você está vibrando para estar exatamente aí onde está? Por que sua vida profissional seguiu este rumo?

Mas, amigo leitor, não se culpe. Algumas situações são kármicas, e não necessariamente negativas. Em alguns momentos de nossas vidas, precisamos trocar energias, aprender com essas pessoas que hoje fazem parte do seu mundo. Havia, então, onde você está um aprendizado, uma necessidade de perdão, de entendimento e de aceitação.

Ao longo da minha experiência como terapeuta e sensitiva, entendi que existem muitos resgates importantes acontecendo na vida profissional das pessoas e que ninguém é exatamente do mal nem do bem. As pessoas ao nosso redor não são culpadas da nossa desgraça, nós é que precisamos mudar.
Assim, amigo, tenha coragem de analisar seu caminho e suas escolhas e lembre-se que fazer cursos e mais cursos sem saber para onde isso tudo está o levando, também de nada adianta. É como encher um carro de bagagem sem saber para onde ir.

Se sua vida está difícil e o ambiente complicado, faça um exercício de perdão envolvendo a todos e tenha a coragem de mergulhar numa autoanálise profissional para descobrir se seus desejos podem ser realizados no mundo objetivo ou se são apenas miragens sem consistência ou uma espécie de sonho para aliviar a carga que você não quer carregar. E seja qual for a resposta que você encontrar, sempre lembre que para tudo há uma cura. Basta ter coragem de enfrentar seus próprios fantasmas...

Confira os ensinamentos e meditações curativas que Maria Silvia ensina participando de um dos seus grupos.
Venha participar do seu
Grupo de Meditação Dinâmica que acontece todas as quartas-feiras no seu espaço em São Paulo. Venha ouvir pessoalmente as canalizações.



Texto revisado por: Cris

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 410


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Maria Silvia Orlovas   
Maria Silvia Orlovas é uma forte sensitiva que possui um dom muito especial de ver as vidas passadas das pessoas à sua volta e receber orientações dos seus mentores.
Me acompanhe no Twitter e Visite meu blog
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Vidas Passadas clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa