auravide auravide

Além do medo... um presente...

Publicado por Rubia A. Dantés em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

O tema da busca da verdadeira identidade tem permeado meus sonhos e meus dias e, recentemente, dei-me conta que estava sem a minha identidade, aquela que é documento, faz exatamente um ano... e na busca pela outra, aquela que é infinita e ilimitada, vi-me recebendo essa outra que cabe em um pedaço de papel plastificado.

Como ela chegou em um dia 22, vi que faziam 22 anos que havia renovado e... veio pelas mãos de alguém que nasceu também em um dia 22... 22 de abril, fui buscar o significado.
Descubro que minha identidade foi devolvida por alguém, que nasceu no dia 22 de abril que é dia do descobrimento do Brasil e o dia da Mãe Terra.

Saber que era o dia da Mãe Terra me deu uma alegria incontida... Ligados os fios, ficou claro que estou finalmente conseguindo criar minhas raízes nesse lindo e amado país, nesse lindo e amado planeta... Como meu avó nasceu no dia da descoberta da América e tem origem portuguesa... reconheci esse recebimento da identidade como um novo nascimento... onde recebia também todas as bênçãos da minha ancestralidade pelo lado da minha mãe da Terra... Por coincidência, ou não, acabara de ter uma experiência super forte na Torre de Lisboa, justamente o lugar de onde partiram as caravelas.

Quando percebi o que isso queria me dizer, veio-me a imagem da nossa querida Mãe de Terra, água, fogo e ar... viajando livre pelos espaços infinitos como se fosse uma grande nave espacial e senti-la assim me deu um conforto e a certeza que cada um de nós tem um papel nessa viagem; cada um de nós tem uma função específica a ser desempenhada e que, quando estamos no uso pleno dos nossos Dons, que só acontece quando resgatamos a nossa verdadeira identidade, é onde estaremos felizes e cumprindo o nosso propósito Divino.

Receber essa nova/velha identidade, teve para mim um sabor muito especial, porque foi um tempo antecedido de muita liberação de partes minhas que me revelaram um medo muito grande relacionado ao uso dos Dons da intuição. Percebi que nas sombras do meu inconsciente, bem escondido em um canto escuro, estava uma crença que não poderia usar meus Dons. Nessa experiência, onde acessei essa crença, vi-me passando por uma grande dor em um tempo bem antigo, mas que deixou marcas tão profundas que eu nem me dava conta da sua existência, nessa forma que me foi revelada.

Senti toda a dor e chorei todas as lágrimas, vivi toda emoção que estavam lá, congeladas, naquele ponto que acessei dentro de mim... e pude mais uma vez constatar como essas memórias são vivas e atuam nos levando a sabotar a nossa vida naquilo onde temos mais medo e como já dizia um mestre que tive... você tem medo do que você mais quer.

Isso ficou mais uma vez comprovado quando, ao mergulhar no mundo das sombras e com a ajuda do Ho'oponopono, ao limpar as memórias que chegavam, descobri o que esse meu medo estava me impedindo de viver... e tinha ligação com minha verdadeira identidade e, consequentemente, com meus Dons.

Uma vez trabalhado, esse medo me trouxe um material muito rico ao me mostrar como eu atraía as pessoas certas que iam justamente me ajudar na sabotagem. E como era claro que nada está fora, e que nos é criamos nossa realidade projetando o que precisamos para nos impedir de repetir alguma história que já foi muito sofrida algum dia...

Nesse caso, eu vi que a minha dor fora causada em uma suposta vida passada onde manifestei plenamente os meus Dons e, pela dor que foi tanta, fez-me criar uma proteção para que isso nunca mais se repetisse... Dentro de mim ficou a crença que não poderia avançar e ir além de um determinado ponto.

Sempre que isso ameaçava acontecer na minha realidade, uma parte minha dava um jeito de pisar no freio para não ir adiante com aquele projeto e para isso seria como se eu pedisse às pessoas: por favor, entrem na minha história e me ajudem a sabotar esses planos para que ele não vá para frente, isso não pode dar certo.
Ou então mandava uma mensagem assim:

Por favor, não me ajudem nesse plano porque ele não pode ir adiante... se isso acontecer vai me causar uma grande dor...
Além é claro de fazer a minha parte, com um perfeccionismo exagerado que impedia que muitos começos não encontrassem o seu final, muitos projetos que só iam até um ponto onde a partir dali era perigoso avançar...

A minha criatividade ia a mil por hora, mas a parte de concretizar na Terra ia muito lenta...
Quando recebo essa identidade e toda a compreensão relacionada a esse medo que me impedia de ir além, veio-me um Amor muito profundo pela minha Mãe Terra e minha Mãe na Terra... Amor e Gratidão.
Ao ir além do medo, senti que liberei muita energia e alegria para o meu presente e mais força para ir ao encontro do que minha Alma quer...




Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


Sobre o autor
rubia
Rubia A. Dantés é Designer, cria mandalas e ilustrações em conexão...
Trabalhos individuais e em grupo, com o Sagrado Feminino, o Dom e o Perdão...
Email: rubiadantes@globo.com
Visite o Site do Autor




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa