Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Matrix Reloaded

Matrix Reloaded Publicado dia 6/18/2004 11:30:22 AM em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Demorei muito me preparando para escrever sobre a continuação deste filme... o 2º e o 3º episódios que não me permitem, ainda, comparar situações do dia a dia, tão facilmente quanto o 1º. Acho que esse foi o fator principal.

Lembro da empolgação de escrever sobre o primeiro filme e a quantidade de comparações que podia fazer em relação à minha vida, que acabaram me obrigando a escrever 5 artigos, dividindo o filme em 5 blocos de conhecimento e experiências diferentes. Quando às vezes vejo que em algum canal vai passar Matrix 1, e penso comigo “vou ver só aquele pedacinho”... quando me dou conta, vi o filme inteiro de novo.
Parece brincadeira, mas acho que já vi este filme umas 30 vezes... estou ficando louco mesmo.

A continuação dessa história em reloaded (recomeçando) mostra nosso herói tentando se acostumar com seu novo estilo de vida... tanto como exilado da matrix, como semi-deus, quando dentro dela. Neo agora pode fazer (Também, depois de 4 anos de espera por um novo filme, dava tempo de acontecer muita coisa nova! heheheee) coisas maravilhosas(*) e parece que ele aprendeu bastante...
A velha história da matrix continua basicamente com alguns humanos tentando libertar outros humanos do poder das máquinas, e elas por sua vez, chegando a cada dia mais perto de onde Zion está, ou seja, enquanto os tripulantes de Nabucodonosor tentam seguir os sinais do oráculo e desvendar a profecia, os habitantes de Zion se preparam para uma grande batalha. Nesse capítulo podemos ver Zion por dentro... ela é desenvolvida, grande e bem povoada... um ‘paraíso’.

Dentro da matrix, Neo descobre que o agente Smith ainda ‘vive’, porém agora mais forte devido a uma mutação em seu software, que Smith atribui ao combate final do primeiro filme, quando Neo aparentemente dissemina seu código, porém ao mesmo tempo se misturando a ele. Agora Smith pode ‘abduzir’ e dominar indivíduos conectados à matrix, trasformando-os em replicas suas. Acontecem algumas lutas interessantes e às vezes longas demais, para mostrar a evolução de Neo e de seu inimigo.

Agora Neo e Trinity estão mais apaixonados, porém ele sente sem parar que precisa ver o Oráculo, pois está tendo sonhos repetidos que mostram Trinity morrendo. Mas não é só isso, ele sabe que o oráculo não é uma humana e sim mais um programa inserido dentro da matrix e tem dúvidas se pode realmente confiar no que ela diz... mas não tem outra escolha. Ela lhe revela que estes sonhos fazem parte de seu destino, que é chegar até ‘a fonte’ da matrix e somente lá poderá escolher entre a vida e a morte de Trinity. Mas para isso ele deve salvar o “Chaveiro” que está prisioneiro de um tal de “Merovingian”...
Só tem um aspecto de interessante na visita que Neo, Trinity e Morpheus fazem ao Merovingian: a aula que ele dá sobre causalidade - ação e reação, causa e efeito. Enquanto Mopheus tenta definir este aspecto como escolha, ele retruca falando que a escolha é uma ilusão criada entre os que tem o poder... e os que não tem. Essa foi realmente boa.

Bom, os 20 minutos seguintes de filme são só pancadaria...
Os caras até construíram uma longa auto-estrada para fazer uma seqüência bem movimentada e interessante... bom, penso assim, se é preciso utilizar um pouco de efeitos especiais pra poder passar alguns conceitos legais... tá valendo... resumindo, eles salvam o Chaveiro e ele ajuda Neo a chegar até ‘a fonte’.

Ao passar por uma porta de luz, Neo encontra com o Arquiteto, o pai da matrix. Quem assistiu o filme sabe que rola uma conversa bem comprida entre eles e que muito se perde por causa do diálogo complexo e às vezes muito rápido. Se V. quiser ver o papo inteiro, nós o temos, clique aqui.

Alguns dos melhores momentos do dialogo entre Neo e o Arquiteto:

" (Se Neo é a 6ª versão da anomalia e sua experiência de vida está sendo diferente dos seus 5 antecessores, isto seria uma Evolução de sua alma.) Seus cinco predecessores(*) eram, por conta de seu projeto, baseados em uma mesma premissa, uma afirmação contingente responsável por criar um profundo vínculo com o resto de sua espécie, facilitando a função do Predestinado. Enquanto os outros experimentaram isto de maneira genérica, sua experiência é bem mais (O Arquiteto faz questão de frisar isso dizendo que, ao contrário dos anteriores que eram mais ligados à preservação da raça, a experiência de Neo está muito mais relacionada a desenvolver o amor...) especial(*). Vis-à-vis, amor".
Todos nós, ou a maioria, com certeza somos almas antigas e estamos em constante evolução... podemos ter feito algo muito parecido antes, com o que fazemos aqui hoje, em encarnações passadas, mas agora, com certeza, de maneira ‘sensivelmente’ melhor... pois nossa alma evoluiu. E tudo realmente indica que o caminho mais comum e ‘correto’ para essa evolução é o amor.

Neo escolhe salvar Trinity, que estava em perigo – como tinha visto em seus sonhos - e à diferença de seus antecessores não segue as instruções do arquiteto. Ele consegue seu intento e volta com ela para a nave.
Mas tudo está errado, a previsões do oráculo não se concretizaram, a guerra não terminou, a nave de Morpheus é destruída e Neo, mesmo fora da matrix, consegue destruir somente usando suas mãos 3 sentinelas...

O 2º. Filme parece mais uma ponte para o terceiro, e é isso que é...
Mas ele também transmite algumas mensagens e conceitos valiosos e por esta razão vale a pena ser assistido!

... continua em Revolutions...

por Rodolfo Fonseca


Leia Também

Matrix Capítulo 1

O Segundo Renascer - Partes 1 e 2

Matrix Reloaded: O diálogo entre Neo e o Arquiteto


Obrigado por votar

O artigo recebeu 237 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Consulte grátis

Mapa Astral   Tarot   Numerologia  


Sobre o autor
Rodolfo Fonseca é co-fundador do Site Somos Todos UM
Visite seu Site
Email: rodolfo@somostodosum.com.br
Visite o Site do Autor

Veja também
Vencendo os problemas
Quando vai haver algo de realmente novo em você?



Continue lendo
Energias negativas não entram nas pessoas por acaso
Ano novo, vida nova?
Destruindo a felicidade!
Amor narcísico

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa