auravide auravide

Suicídio

Publicado por Saul Brandalise Jr. em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Quando recebi o sinal de que uma correspondência havia chegado em minha caixa postal senti uma necessidade de lê-la. Confesso que isso não é normal, pois sempre acontece e acabo deixando para abri-la mais tarde. Hoje foi diferente. Havia um chamado no sinal. Foi facilmente identificado. É sempre assim quando o Universo quer. Eles acham uma forma de se comunicarem conosco.

Deixei de fazer o que estava executando e fui até minhas mensagens. Eram exatamente 23:17 de sexta feira dia 15 de julho de 2004.
Merit Rabanés me solicitava para escrever sobre Suicídio. Meu texto seria discutido em seu grupo de Estudos Esotérico e Espiritualista Rabanés em Mauá - SP.
Li, pensei e achei que era algo muito profundo para ser abordado por uma pessoa como eu. Empresário, escritor de coisas que nem imagino saber e, repentinamente um desafio: Suicídio.
Prefiro falar, na realidade, sobre a Vida. A vida que aprendi a viver.
Não aquela que imaginava saber ser. Vida da busca da matéria e poder. Vida da conquista pelo prazer de vencer a qualquer custo. Vida de ilusão e crescimento. Vida de uma eterna busca do ter pelo ter. Vida de vários amigos de nosso poder e de mínimos em nossas desgraças...
Descobri, depois de querer acabar comigo mesmo, que a verdadeira vida é aquela que não vivemos para nós. Descobri que é nas maiores perdas que encontramos a nossa essência e a nossa verdade.
Passei a cultivar uma vida de doação, de entrega, de amor pela natureza e respeito pela lei de causa e efeito e, nela percebi estar a verdadeira vida. Não faça aos outros o que não quer para si.
Quem somos para interrompermos uma jornada de crescimento e evolução espiritual? Onde queremos chegar? E que visão absurda é esta de uma miopia de futuro brilhante. Nosso corpo nada mais é do que um invólucro temporário de nosso espírito. Está emprestado para nossa jornada terrena e é com ele que podemos galgar altura e conhecimento na busca da correta compreensão do amor. É com ele que Deus nos permite errar para podermos aprender.

Suicídio ou fraqueza humana?
Suicídio ou derrota mental?
Suicídio ou perda de nossa capacidade de lutar?
Suicídio ou falta de amor.
Sim, falta de amor pois é só com ele que somos capazes de entender as adversidades da vida. Só ele nos ensina a tolerância e a buscarmos em nossos semelhantes as suas virtudes. Afinal, os defeitos são notados por qualquer imbecil.

Em meu livro Você É Sua Cura eu escrevo que:
Os evoluídos falam de Energia.
Os normais falam de coisas inteligentes.
Os pequenos falam em acumular riquezas.
E os medíocres falam de pessoas.
Agora termino dizendo que os suicidas nunca tiveram a oportunidade de entender o que é realmente o amor e jamais sentiram a energia que vem dele.

Sei que nos veremos.
Beijo na alma.


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

Leia Também

Suicidio



Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


Sobre o autor
saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Email: sbj@bandsc.com.br
Visite o Site do Autor




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa