auravide auravide

Sorrindo com O Todo!

Publicado dia 30/12/2004 16:21:36 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

(Ou Apenas Rindo de Si mesmo, com o TODO)
Amigo, não olhe apenas para cima,
Pois o TODO está em tudo!

O Paraíso não é um lugar,
É um estado de consciência.
Encontre-o em si mesmo.

Se olhar para baixo, ou para cima, o TODO está lá!
Se olhar para o meio, Ele também está.
À direita, ou à esquerda, à frente ou atrás, Tudo é Ele!

No vermelho da Terra, no azul do Céu profundo,
Ou no Céu do seu coração, Ele é a canção eterna.

No cerne do espírito que reencarna, Ele desce junto.
No sono, Ele se projeta e voa junto.
Ele entra e sai pelo topo da cabeça, e mora no coração.
Na hora da saída final, Ele sobe junto.
Ele entra e sai com você, pois tudo é Ele!

Em você, nos outros, e em qualquer ser, tudo é Ele!
Por isso, não olhe apenas para cima.
Encontre-o em si mesmo e nos outros.

Ele é a causa do brilho das estrelas,
Da vigília, do sonho, do sono sem sonhos,
E da superconsciência do (Expansão da Consciência; Consciência Cósmica.) samadhi(*).

Você O respira, pois Ele está no (Sopro Vital; Energia) prana(*).
Ele o respira em você, e a vida acontece.
Enquanto você respira, pense nisso.

Não se esqueça:
Ele entra e sai com você.
Por isso, fique feliz.
TUDO É ELE! TUDO É ELE! TUDO É ELE!

PS: Jamais permita que lhe roubem sua luz.
Você é o eterno na carne.
Transforme sua carne em luz.
Sinta-se cheio de energia.
Ria mais de si mesmo.
Cante o TODO em você.
Quando você nasceu, não foi feriado no universo.
Quando você desencarnar, também não será.
Acostume-se com a naturalidade disso: você é parte da vida.
Por isso, ria mais de si mesmo.
Você não é santo ou pecador, você é o eterno na carne.
E o único que sabe quem é você realmente, é o TODO.
Pois é só Ele que entra e sai com você.
E se Ele está em você, também ri com você.
E atrevo-me a dizer: Ele brinca com você.
Por isso, ria mais de si mesmo.
Com o TODO dentro de você, o seu sorriso também é o Dele.
E como Ele também está em tudo, quando você ri, o universo também ri.
E a existência ri junto, pois TUDO É ELE!
Amigo, se quer encontrar o paraíso, não olhe só para cima.
Nem reze ladainhas religiosas infindáveis...
Apenas ria mais de si mesmo.
Encontre-se com você mesmo no sorriso do TODO, que também é o seu.
E seja feliz, pelo amor de Deus!

- (sujeito com qualidades e defeitos, carioca radicado em São Paulo, 43 anos de "encadernação", espiritualista consciente, que não parou de rir enquanto escrevia essas linhas e se lembrava das muitas brincadeiras com os amigos e dos muitos toques espirituais sérios passados ao longo de mais um ano de trabalho.) Wagner Borges(*)
São Paulo, 23 de dezembro de 2004, às 15h36min

- Nota: "O iogue de outrora era uma rocha de seriedade.
Mas a Mãe Divina lhe ordenou:
‘Desce à Terra, entre os homens do Ocidente, sem turbante e sem doutrina.
Fale de espiritualidade, música e sorrisos, de forma natural.
Seja firme e generoso, aja normalmente, como homem reencarnado comum.
Alguns lhe cobrarão a postura anterior de iogue compenetrado.
Porém, os tempos são outros, e o que importa é o trabalho, não a cara ou o turbante.
Ande com os homens, ria com eles, e continue lhes falando das coisas do espírito.
Alguns verão isso como defeitos, outros como qualidades.
No entanto, o importante é cumprir o (Dever; Trabalho; Mérito; Programação Existencial; Ação Virtuosa.) Dharma(*) que estou lhe dando nessa vida.
O mundo não precisa de anjos encarnados, apenas de homens determinados.
Tire o manto, a doutrina e o turbante, e leve para baixo apenas a determinação.
Esclareça os temas espirituais por todas as vias que lhe for possível.
Para isso, é preciso ser igual a todos, para chegar a todos os lugares e pessoas.
E assim, dizem que o iogue de outrora deixou de ser uma rocha de seriedade, para reencarnar como um espiritualista flexível e brincalhão, sempre cheio de toques espirituais legais, e que sempre diz:
"Não sou mestre nem discípulo, sou apenas um espírito!"


OBS.: Enquanto organizava esses escritos, lembrei-me de um belo poema de Fernando Pessoa, o maior dos poetas lusos. Segue-se o mesmo na seqüência.


NÃO SEI SE É SONHO

Não sei se é sonho, se realidade,
Se uma mistura de sonho e vida,
Aquela terra de suavidade
Que na ilha extrema do sol se olvida.
É a que ansiamos. Ali, ali
A vida é jovem e o amor sorri.
Talvez palmares inexistentes,
Áleas longínquas sem poder ser.
Sombra ou sossego dêem aos crentes
De que essa terra se pode ter.
Felizes, nós? Ah, talvez, talvez,
Naquela terra, daquela vez.
Mas já sonhada se desvirtua,
Só de pensá-la cansou pensar,
Sob os palmares, à luz da lua,
Sente-se o frio de haver luar.
Ah, nessa terra também, também
O mal não cessa, não dura o bem.
Não é com ilhas do fim do mundo,
Nem com palmares de sonho ou não,
Que cura a alma seu mal profundo,
Que o bem nos entra no coração.
É em nós que é tudo. É ali, ali,
Que a vida é jovem e o amor sorri.

- (Texto extraído do livro "Mensagem" – Editora Martin Claret – 2003.) Fernando Pessoa(*)


por Wagner Borges

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Sobre o autor
wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor







horoscopo


publicidade

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa