auravide auravide

Chacra Coronário: A rosa e a estrela no lago da paz

Publicado dia 04/02/2005 12:48:15 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

(Uma Prática de Visualização Criativa Para Relaxamento e Contentamento)

Caro leitor e estudante das lides espirituais,
Por favor, eleve os seus pensamentos ao Senhor da Vida.
Com humildade e respeito, sintonize o coração nas moradas do Pai Celestial.
Abra a consciência ao influxo das energias superiores...
Solte-se nas ondas do Amor Incondicional...

Leve a atenção ao meio do alto da cabeça (chacra coronário).
Visualize nesse ponto um pequeno lago de águas cristalinas.
Por alguns instantes, apenas mantenha a atenção no laguinho.
Em seguida, visualize uma estrela brilhante (de cinco pontas) emergindo da água.
Com a estrela pairando sobre sua cabeça, visualize o seu reflexo na água.
Fique assim por alguns minutos, apenas relaxando a mente nessa imagem plácida.

Na seqüência, visualize um botão de rosa branca emergindo das águas.
Suavemente, as pétalas da flor vão se abrindo, sob a luz da estrela acima.
Parece que a flor respira o brilho estelar... e desabrocha contente no brilho.
Agora, imagine que você é a flor que se abre, e que a estrela é o seu (Mentor Extrafísico, Guia Espiritual, Protetor Astral, Benfeitor Espiritual, Guardião Extrafísico.) amparador(*).
Pense na ajuda invisível que você recebe, e agradeça!

Imagine o quanto você é amado pelo amigo espiritual, e fique contente.
Você não está sozinho em meio às provas da carne... há uma estrela logo acima.
Às vezes, você duvida disso, mas a estrela continua ali... e no silêncio, lhe beija!
Ah, quantas vezes você blasfemou e se queixou... e no silêncio, alguém lhe abraçou!
Quantas vezes você chorou... e no silêncio, alguém orava por você!
E agora, aí está você, uma flor desabrochando... e no silêncio, acima, a estrela...
E algures, no centro da imensidão da vida, O Pai Celestial ri por entre as estrelas.
Ele sabe que você, a rosa, e o amparador extrafísico, a estrela, estão aprendendo.
A interação dos dois, mesmo entre planos diferentes, equilibra a ambos.
E a vida sai ganhando, pois, com vocês juntos, há mais brilho no ar.
Você-rosa e o amparador-estrela são irmãos!

Portanto, desabroche feliz e agradeça a estrela pela presença sutil e amparadora.
No (Na tradição hindu, o chacra coronário (também chamado de chacra da coroa ou do topo da cabeça) é chamado de "Sahashara", o lótus das mil pétalas. É o chacra mais elevado do ser humano e é o responsável pela energização da glândula pineal (epífise), além de ter grande importância nas expansões da consciência (estado de consciência cósmica, chamado em sânscrito de "Samadhi").) lótus das mil pétalas(*), você se abre à Luz... e no silêncio, acima, a estrela...
E muito acima, por entre as estrelas, no silêncio sideral, o sorriso do Pai Celestial.

(Dedicado aos amparadores-estrelas do grupo extrafísico dos "Iniciados").

Mais um texto do Wagner: Uma oração à mãe das águas

Enquanto eu passava energias para uma amiga que estava muito cansada, Ela surgiu flutuando em meio a uma luz azulada. Ela, a Mãe das águas.
Em silêncio, Ela olhou-me com carinho, como uma mãe olha para um filho querido.
Então, surgiu uma grande estrela - de cinco pontas - azulada brilhante pairando sobre nós. E dela se projetavam suaves raios por todo o ambiente.
Maravilhado, percebi a proteção estelar que a Mãe das águas estava realizando em nossa intenção. Eu e minha amiga estávamos recebendo uma benção Dela.
Agradecido pela bela manifestação e pelo seu carinho, brotou espontaneamente em meu coração uma prece em Sua homenagem.
Ali, de mãos dadas com a minha amiga, a estrela protetora por cima de nós dois, e com a Mãe das águas projetando suas energias maravilhosas, o meu coração alçou vôo nas asas da prece sincera e universalista:

"Yemanjá, Mãe das águas,
Abre as suas asas sobre nós!
Ilumina os nossos corações sedentos de amor e paz.
Abençoa esse serviço espiritual que abraçamos em nome da luz.

Vem, Mãe querida!
Interpenetre os nossos pensamentos e os nossos sentimentos, para dançarmos juntos na luz.
Que as suas águas curativas lavem as nossas mazelas.
E que as criaturinhas extrafísicas da natureza, sob o seu comando, brinquem em nossos chacras acesos de amor.

Mãe das águas,
Abençoa essa estrela bonita, que flutua acima de nossas cabeças.
Essa estrela do (do sânscrito: Dever, Mérito, Trabalho, Virtude, Retidão, Programação Existencial, Ação correta, Benção) Dharma(*) que nos protege com as luzes do Oriente.
Renova os nossos votos de crescimento e nossas energias.
Faz a dança do universalismo quebrar os nossos preconceitos e limitações.

Mãe amada,
Que todos nós (encarnados e desencarnados), possamos ser melhorados com as suas águas curativas.
Que haja a festa da luz em todos nós (em espírito e corpo).

Yemanjá, rainha espiritual,
Abre as suas asas sobre nós!
E abençoa esse nosso serviço espiritual.

Que todos nós sejamos lavados nas águas da bem-aventurança!
De coração aberto, com humildade e respeito, nós agradecemos a sua proteção espiritual".
(Yemanjá: Saudação: Odoiyá! No Brasil, Yemanjá está associada ao mar, embora na África esteja mais vinculada à desembocadura dos rios. Nas lendas africanas ela é tida como filha de Olokum, deusa do mar. Mãe que criou muitos Orixás e considerada uma Grande Mãe. Na Bahia, as festas se realizam no dia 02 de fevereiro no bairro do Rio Vermelho, com repercussão nacional. Seus instrumentos são o abebé cor de prata e uma espada. Obs.: Informações extraídas do trabalho Imagens Duplas, contendo pinturas alusivas aos Orixás, do padre José Pinto, um grande artista baiano, com um coração amplamente universalista.) Yemanjá Odoiyá(*)! P.S.: Não sou umbandista, espírita, ocultista, ou cristão.
Não sigo nenhuma doutrina criada pelos homens da Terra.
Mas a Mãe das águas sempre aparece para me dar uma força espiritual.
E eu sempre lhe agradeço, de coração, sem medo de ser feliz.
De mente e coração abertos, nas ondas do universalismo consciente,
Transito pela espiritualidade de forma sempre livre...
Assim como o vento sopra por onde quer, assim, também, é o espírito.
Livre das limitações dogmáticas, mesmo ainda preso na carne,
Prezo sempre a liberdade de raciocínio e a criatividade, venha de onde vier!
Os espíritos amparadores são como o vento: vão e vêm.
Uma hora passa um chinês taoísta, outra hora, um budista.
Em outro momento, é um benfeitor cristão, daqui a pouco o preto velho.
Às vezes é o exu protetor, outras vezes é o sábio hindu.
Voam extraterrestres e espíritos da natureza, anjos e mestres...
E dançando na luz, lá vem Yemanjá, Maria, Mataji e Kuan-Yin...
O amparo espiritual é universalista e incondicional, e baseia-se na (Código de ética superior, espiritual; Paraética; Ética Cósmica, universal.) Cosmoética(*).
O Amor não tem doutrina, é só Amor, onde quer que seja, por onde quer que vá...
A Espiritualidade não é doutrina, é um estado de consciência!
O vento sopra por onde quer, os espíritos também!
Por isso, de forma responsável e consciente, registro aqui o meu agradecimento
A todos os benfeitores espirituais, de todas as linhas, de todos os lugares...
Ao longo dos anos tenho sido muito ajudado espiritualmente, mais do que mereço.
E só O Grande Arquiteto do Universo é que sabe o quanto devo aos amparadores.
Então, sem vergonha de ser feliz, agradeço, agradeço, agradeço...


por Wagner Borges

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


starstarstarstarstar
O artigo recebeu 2 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Sobre o autor
wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor







horoscopo


publicidade

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa