auravide auravide

Lições para uma vida saudável - Lição 1

Publicado dia 18/02/2005 12:18:38 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Práticas psico-corporais para uma boa saúde

Saúde, bem-estar, vida saudável, todos buscam, todos querem ter. Mas enquanto não modificarmos nossa compreensão da doença como sendo fruto de uma postura interior que leva ao desequilíbrio, e não decorrência de influências maléficas a que estamos sujeitos perante as condições externas, não encontraremos o caminho que nos leva à plena vitalidade.

O poder de cura existe em cada um de nós. A natureza nos dotou com este poder porque esta é a potencialidade natural da vida, em qualquer forma que assuma a sua manifestação.
Esta compreensão nos leva a assumir uma auto-reponsabilidade para com o nosso próprio bem-estar e manutenção da saúde, hábito que a nossa cultura moderna extirpou da nossa consciência e passamos a creditar aos médicos, planos de saúde, indústria farmacêutica, etc. a exclusividade desse poder.
Não que se deva rejeitar os benefícios que a pesquisa e a ciência médica desenvolveram. Mas é preciso saber fazer o uso correto destes recursos e não o uso indiscriminado, freqüentemente nocivo, ao qual nos entregamos atualmente, ao mesmo tempo em que nos esquivamos de compreender e assumir a parte que nos cabe.

O objetivo desta seção é oferecer ao leitor uma orientação para que possa desenvolver sozinho, em família ou com um grupo de amigos, algumas práticas psico-corporais que o ajudarão a assumir para si a parte da responsabilidade que lhe cabe com relação à própria saúde.
Para esse fim, o conhecimento de algumas tradições antigas e especialmente as de origens orientais, tem muito a nos oferecer. E a grande diferença que separa estas tradições de cura de nossa atual ciência médica é a crença / não crença na dimensão espiritual do homem. Enquanto os nossos cientistas permanecerem limitados dentro de uma visão materialista, as suas pesquisas estarão sempre sujeitas a serem mal direcionadas, mal interpretadas e mal utilizadas.

Precisamos resgatar a consciência de que somos seres espirituais. Que todo o poder de criação, desenvolvimento, regeneração e evolução da vida está dentro de cada um de nós. Que não somos apenas um corpo, mas uma consciência que se expressa neste corpo. O corpo humano é a expressão condensada da dimensão espiritual. Matéria e espírito são apenas conceitos que separam diferentes instâncias da manifestação da vida, como se fossem coisas separadas uma da outra, quando em realidade nosso corpo revela exatamente o que somos em todos os outros planos da existência. Ele é a forma mais concreta, palpável, observável do que realmente somos e por isso mesmo é a chave para a descoberta de nosso mundo interior.

Não há doença que não tenha como origem um desequilíbrio interior, mesmo quando se trata de uma infecção causada por germes ou bactérias vindas do contato com o exterior. Se houve uma contaminação, isso ocorreu porque nos planos psicológicos, anímicos ou espirituais criamos alguma vulnerabilidade a partir de atitudes ou posturas que feriram as leis da vida ou a essência de nosso Ser, o que faz cair a resistência imunológica do nosso organismo.

As práticas psico-corporais de auto-ajuda, além de contribuírem para recuperar a mobilidade natural do corpo, para um melhor desempenho das funções fisiológicas, dos sistemas circulatórios e da respiração, proporcionam ao indivíduo aprender a se (re)conhecer dentro do seu contexto de vida, colocando-o melhor consigo mesmo e com tudo que o cerca. Conseqüentemente, seu desempenho pessoal, social e profissional será muito melhor.

LIÇÃO NO. 1

Quando você acordar de manhã não saia da cama precipitadamente. Qualquer que seja a atividade ou obrigação que você tenha que cumprir, ela nunca deve preceder o contato que devemos estabelecer com nós mesmos. É importante acordar-se de si, antes de tudo. Perceber-se desperto, antes mesmo de abrir os olhos. Recordar algum sonho e reconhecer o “estado da alma”, os sentimentos que foram mobilizados durante a noite, pois é nesse período que nosso espírito se liberta das suas prisões, indo buscar experiências nos planos astrais ou reminiscências que estão sedimentadas no nosso inconsciente.

Respire algumas vezes aprofundando este mergulho em si mesmo e então comece aos poucos a movimentar o corpo espreguiçando-se, de início muito gentilmente, progredindo para um verdadeiro estirar-se, como fazem os animais quando saem de um estado passivo e relaxado.
Preste atenção então nas sensações corporais, no estado físico do seu corpo, espreguiçando-se mais e mais. Não economize movimentos e explore todas as sensações que se apresentarem. Isto não leva mais do que alguns poucos minutos, ao mesmo tempo em que se revela um poderoso meio de fundamentarmos o nosso dia de modo muito mais consciente, presente e frutífero! Manifeste o propósito de preservar esta consciência de si durante todo o dia.

Aproveite esse “novo despertar” para agradecer à vida, ao universo, a Deus presente em todas as coisas, pela dádiva de estar vivo desfrutando e contribuindo pelo despertar de toda a humanidade, pois afinal, Somos todos UM!




por Sônia Imenes

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Leia Também

Lições para uma vida saudável - Lição 2


starstarstarstarstar
O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Sobre o autor
sonia
Sônia Imenes é Atriz-dançarina, terapeuta corporal,
praticante de Kempo e atende em São Paulo.
Oferece atendimentos de Massagem Thay.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor







horoscopo


publicidade

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa