Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Dicas para se estar aqui e agora totalmente lúcido

Dicas para se estar aqui e agora totalmente lúcido Publicado dia 12/21/2006 4:58:13 PM em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Perguntas para se fazer constantemente:
Estes são exercícios aparentemente simples e que devem ser feitos a principio de modo ininterrupto, até que a presença a percepção do sentido exposto se torne uma constante. Outro ponto importante a se comentar é que exercícios que aprimoram a qualidade da nossa presença consciente nas nossas vidas requerem persistência. Qualquer mudança de padrão requer um esforço inicial, faça-o então de modo leve e com prazer. Encare este tipo de movimento como um exercício de lucidez escolhido por você na aventura da jornada da sua consciência aqui no planeta terra. Se você fizer os exercícios de modo solto, porem comprometido, verá que todos os seus processos serão acelerados. Além de tudo isso exposto e não menos importante, atente que você se tornara cada vez mais ciente de si mesmo e será incitado a mudar o contexto de situações que não te agradam para melhor, ao mesmo tempo que também se beneficiara ao sentir com mais intensidade lugares seus que já são reconhecidamente bons.
Em resumo, se escolher fazer estes exercícios, prepare-se para vivenciar infinitas possibilidades de uma orquestra onde você é o maestro.

1) O que significa esta cena/contexto?
- No momento em que você estiver experenciando uma situação, pare por um momento, observe a cena que está vivenciando e pergunte qual é o significado que a mesma tem para você. Saia da lógica imediata e vasculhe o que envolve o segmento por você delineado. Tudo o que se faz pode servir de exemplo: - Se você está vendo uma paisagem, pergunte o que significa esta paisagem para você. saia do lugar comum. Perceba com maior nitidez o que está sentindo e o que pode estar simbolizando por dentro tal vivência. Se estiver em contato, conversando com outra pessoas, se estiver indo ao cinema, etc, todo e qualquer segmento do seu dia é passível deste questionamento. Pergunte-se sem criticas ou julgamento e deixe vir o que tiver de vir. Veja se está confortável na experiência/segmento que está vivenciando.

2) Quem é você?
- Porque você esta comigo nesta cena? O que você significa para mim, o que você representa e por quê? As minhas sensações para com você têm a ver com a representação que você tem para mim ou/e tem significado de realidade concreta com o que você realmente estimula?

3) O que estou fazendo aqui? Por que?
- Faz sentido para mim estar aqui? Porque, e dependendo da resposta, pergunte-se qual é o seu desejo genuíno. Atente que não poucas são as vezes em que as pessoas estão fazendo coisas que nem têm a obrigação de fazer e não se dão conta de que estão insatisfeitas, agem por hábito, mesmo que infelizes. Se você perceber que este é seu caso em alguns dos segmentos de seu dia... acorde! A partir desta percepção estará apto a tomar as rédeas de sua vida e decidir com maior clareza o que de fato é bom para você.

4) Em qual tempo estou?
- Esta é uma pergunta capciosa e requer mais atenção. Por mais incrível que possa parecer, podemos estar vivenciando uma situação em meio a um montante emocional, impulsos, sentimentos, pensamentos e, se nos questionarmos, por vezes poderemos nos surpreender ao percebermos que, ou estamos exagerando em tudo, ou nos inibindo. Se você estiver com a mente aberta, esta pergunta poderá te levar a lembranças suas em situações passadas onde, sem que você perceba, está fazendo associações e reagindo de modo semelhante no evento atual. Então você percebe que a sua ação está situada, por exemplo, dez anos atrás... Ou mesmo ampliando ainda mais, você até pode pensar que está num tempo futuro seu, respondendo ao evento como se já tivesse conquistado ou perdido algo. A grande questão, porém, é que os tempos estão todos entrelaçados, onde presente, passado e futuro fazem parte de uma mesma trama emocional A chave é você associar as imagens e simultaneamente perceber o status emocional evocado.

5) Estou físicamewnte neste local? Qual a minha distância em camadas? Qual a qualidade da minha presença neste local?
- Estas são perguntas aparentemente sem sentido para um observador que tem costume de não estar “fisicamente” nos locais que experiencia. Você deve estar se perguntando como isso pode ocorrer, indagando ainda se está ou não no local... Mas dentro deste tipo de questionamento verá que as coisas não funcionam organizadas por este tipo de pensamento. Todos nós em algum momento já passamos por isso que vou expor agora: Você está participando de um evento qualquer ou de uma conversa e repentinamente imagina-se numa praia, tomando água de coco. Então percebe que deixou de ouvir e de participar da cena em que supostamente você estaria vivenciando de modo físico. Se avançarmos por teorias da física quântica, é sabido que acendemos e apagamos (estamos piscando) milhões de vezes por segundo, pode ser que nestes segundos estejamos de fato fisicamente vivenciando outras situações em outras realidades, mas isto não temos como provar. Podemos ir mais além e questionar se a visão da estadia na praia é imaginação ou acesso. Não importa, isso foi só uma pitadinha de suposições transcendentes baseadas, como já foi dito, na física quântica. O que importa porém é a pergunta sobre o quanto não estamos presentes na situação e depois uma pergunta subjacente... Por quê? Será que a situação está ruim para mim? Será que eu tenho um vicio emocional de sempre me distanciar das minhas experiências de vida e se for isso aqui, valem mais perguntas a respeito, lembrando que todas as perguntas formuladas neste breve exercício se retroalimentam, isto é, não há uma seqüência hierárquica para os questionamentos.

6) A partir das respostas obtidas, questione-se: O que eu desejo fazer agora? Habilite-se a acontecer no seu melhor.
A sugestão é que estes questionamentos sejam feitos enquanto estivermos “acordados” mas que também podem funcionar de modo mais amplo se você fizer antes de dormir com a intenção de acordar nos seus sonhos, ou como se costuma dizer, para ter sonhos lúcidos em que você pode atuar deliberadamente.

Faça-os várias vezes ao dia, para que os questionamentos passem a ser um hábito de lucidez. Reprograme a sua vida com uma Terapia breve diferenciada incluindo aplicação de EMDR. Contato por e-mail ou pelo telefone: (11) 3256.3670


por Silvia Malamud


Obrigado por votar

O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe

         

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Consulte grátis

Mapa Astral   Tarot   Numerologia  


Sobre o autor
Silvia Malamud é colaboradora do Site desde 2000. Psicóloga Clínica, Terapias Breves, Terapeuta Certificada em EMDR pelo EMDR Institute/EUA e Terapeuta em Brainspotting - David Grand PhD/EUA.
Terapia de Abordagem direta a memórias do inconsciente.
Tel. (11) 99938.3142 - deixar recado.
Autora dos Livros: Sequestradores de almas - Guia de Sobrevivência e Projeto Secreto Universos

Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
Uma viagem sem volta...
O que te motiva a agir?






Energia do Dia
52 - KEN - A QUIETUDE
A parada faz parte do caminho. Afaste-se da tensão e acalme-se. Só então será possível retomar a ação.
Consulte o I-ching

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa