Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

De Alma para Alma, nas luzes do coração

De Alma para Alma, nas luzes do coração Publicado dia 2/8/2007 12:04:35 PM em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

“Possamos nós meditar naquele Ser adorável, resplandecente, que deu origem ao universo inteiro! Possa Ele dirigir nossa inteligência para a Luz!”
(Mantra Gayatri; in “Rig-Veda”).

Amigo(a), doce é o canto daquelas almas livres, tranqüilas e generosas, que, como pássaros canoros cósmicos, cantam a liberdade do (Samadhi: consciência cósmica; expansão da consciência; condição ou percepção interior pela qual a consciência sente a presença viva do universo e se torna una com ele, numa unidade indivisível; satori (Zen-Budismo); samadhi (Ioga).) samadhi(*).
O seu canto derrete o coração e dissolve as malhas da dor.
É canto silencioso, que só se escuta com os sentidos da alma, para além da fala e da mente.
Elas cantam o Sopro Vital do Eterno em cada ser.
E só o coração compreende...
Ah, essas almas magnânimas, que, com apenas um olhar silencioso, fazem o “eu” se dissolver nas correntes da consciência cósmica.
Doce é o seu canto, que, como a primavera, faz o bem a todos.
Esse canto amigo, que fala da emancipação da alma para além do jugo dos sentidos.
O mesmo canto sutil dos avatares, anônimos e compassivos, dos quais Paramahamsa Ramakrishna um dia falou aos seus discípulos.
Em sua simplicidade maravilhosa, ele disse o essencial:
“É canto de amor! É doçura que eleva a consciência e embala o coração.
Feliz daquele que escuta esse canto de alma para alma.”

* * *
Amigo(a), aqui, na madrugada silenciosa da grande metrópole cinzenta e violenta, onde Deus me colocou para viver, aprender e trabalhar, eu senti aquele toque sutil familiar, que sempre arrebata meu coração naquelas ondas miríficas do amor incondicional.
Sim, o toque amigo do querido Ramakrishna, que, sorrindo por entre os planos, me disse espiritualmente:
“Meu filho, escreva aos homens sobre o canto de amor dos (Emissários divinos; seres de luz; canais da divindade; mestres espirituais) avatares(*). Conte-lhes da doçura que alegra a alma. Pela graça divina, esses escritos levarão essa doçura a outros corações, fazendo-os felizes.”

* * *
Amigo(a), como é doce o canto das almas livres.
É canto de amor!
Ilumina a consciência e apazigua as emoções.
É canto de serenidade.
Quem o ouve, em seu coração, o compreende...

PS: “Medita em Deus, seja num lugar escuro, na solidão dos bosques ou no santuário silencioso do teu coração”.
(Paramahamsa Ramakrishna: mestre iogue que viveu na Índia do século 19 e que é considerado até hoje um dos maiores mestres espirituais surgidos na terra do Ganges. Para se ter uma idéia de sua influência espiritual, posso citar que grandes mestres da Índia do século 20 se referiram a ele com muito respeito e admiração, dentre eles o Mahatma Ghandi, Paramahamsa Yogananda e Rabindranath Tagore. Enquanto eu escrevia, rolava no som o Cd new age/celta (importado) `Another Sun´, dos tecladistas canadenses Mychael Danna and Tim Clement. A música `Sparrow Hill´ (4ª do disco) é maravilhosa e muito inspirada) Paramahamsa Ramakrishna(*)

- Wagner Borges - sujeito com qualidades e defeitos, eterno aprendiz da vida, que continua agradecendo ao Grande Espírito, por tudo. É tanta luz que chega do Alto... e dissolve o “eu”, o nome, a forma, a raça, o sexo, a fala, a mente. Só fica o amor, que não se explica, só se sente.
(Luis Medeiros, Lázaro Freire, Vitor Hugo França, Samuel da Silva, Emílio Cid, Simone Schumacher, Ivan Salina Fernandes, Luis Fernando Migrone, o Enki, Vanderlei de Oliveira, Joyce Montenegro, Saulo Calderón, Ricardo Sanfelippo, o Gafanhoto, Ivan Carlos Sanfelippo, o Dunga, Fernando e Nair Cortijos, a Naná, Ricardo e Sheila Smith, Márcio Cezar e Andrea Janjacomo, Luiz Otávio Zahar, Dráuzio Milagres, Dirce Bustamante, Edmilson Federzoni, Mônica Allan, Francisco de Oliveira, o Frank, Washington da Silva, O Lobo Vermelho, Carlos Henrique e Maísa Intelisano, Elza, Gisela, Mauricio Santini, Sérgio Kiss, Evaldo Ribeiro, Sérgio Scabia, Rodolfo Fonseca, Máris de Lourdes Pólo Paz, Mariza Cristina de Oliveira, Danny Yin, Elton, Arsênio e Zelinda Hipólito, do Imagick, Silvinho e Sandra Keiko, Marcela Valle, Glauco e Flávia Adalgisa, Sumaia Elias Abrão, Daniela Dias e Marco Paris, Sérgio Nogueira Reis, Sizenanda Lambert, Jerônimo e Eliana Barbosa, Regina, Juliana e Raquel Mei, e tantos outros amigos espalhados por esse mundão de Deus.
Que o canto dos avatares possa ecoar em seus corações, cada vez mais).) Dedico esses escritos aos meus amigos(*)

por Wagner Borges


Obrigado por votar

O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe

         

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Consulte grátis

Mapa Astral   Tarot   Numerologia  


Sobre o autor
Wagner Borges é pesquisador,
conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia
e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
Uma viagem sem volta...
O que te motiva a agir?






Energia do Dia
52 - KEN - A QUIETUDE
A parada faz parte do caminho. Afaste-se da tensão e acalme-se. Só então será possível retomar a ação.
Consulte o I-ching

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa