auravide auravide

O Solstício de Inverno: Câncer, o caranguejo


No próximo dia 21 de Junho de 2014 às 07h51 (Hora Oficial do Brasil) o Sol alcança o máximo de declinação norte, ou seja, toca a linha do Trópico de Câncer e parece estacionar alguns dias, antes de retornar ao nosso Hemisfério. Esse momento marca o início do Verão no Hemisfério Norte e do Inverno no Hemisfério Sul.

O Ano Solar, ou seja, o percurso aparente que o Sol faz ao redor da Terra (estamos falando do ponto de vista do observador), não coincide exatamente com o ano marcado em nosso calendário Gregoriano e usado na maioria dos países do Ocidente, mas está ligado ao movimento rotatório da Terra sobre seu eixo e ao seu movimento oscilatório que faz com que nosso planeta mude a face que expõe aos raios do Sol dando origem as Estações do Ano. Para o observador que se encontra em nosso planeta, parece que seja o Sol a percorrer, durante os doze meses do ano, seu caminho ao longo do Equador Celeste, onde se encontram as Constelações que são consideradas no nosso Zodíaco. De fato, a Esfera Celeste possui bem 89 constelações que permeiam essa esfera imaginária colocada ao redor da Terra.

Devo lembrar aos leitores, a importância de verificar sempre o próprio signo solar de nascimento, especialmente se a pessoa nasce naqueles dias em que o Sol muda de signo. De fato, devido ao fato do Sol não fazer o seu caminho num tempo que corresponde exatamente aos 365 dias do calendário oficial, existe a necessidade de acrescentar um dia a cada quatro anos para efetuar um ajuste. A Terra percorre a sua revolução em torno do Sol em 364 dias e ¼. Esse ¼ de dia multiplicado por 4 resulta naquele dia 29 de fevereiro que é acrescentado ao nosso calendário a cada quatro anos. Por causa desse fenômeno, o Sol 'se desloca' alguns graus para a frente a cada ano, mudando também o momento em que ingressa em cada signo zodiacal. Por essa razão, é muito comum que uma pessoa não faça aniversário no mesmo dia e hora legal em que o fez no ano anterior e nem no mesmo dia e horário em que nasceu! O verdadeiro aniversário acontece no instante exato em que o Sol retorna no mesmo grau no qual se encontrava no momento do nascimento da pessoa. Esse momento é chamado na Astrologia de Revolução Solar, e indica que o Sol fez uma revolução completa pelos doze signos zodiacais para voltar no mesmo lugar em que se encontrava no momento do nascimento. Salientamos que isso pode não acontecer no mesmo dia e nem na mesma hora legal e que esse momento varia bastante de ano para ano, especialmente nos anos bissextos, e depende também da longitude e latitude do lugar onde a pessoa se encontra. Vamos fazer um exemplo: alguém que nasça em Paris, às 05:00 h do dia 21 de junho de 2006 terá o Sol ainda no signo de Gêmeos, a 29°39, e então precisará ler o horóscopo do signo de Gêmeos (apesar de ter algumas características de Câncer por estar 'entre' os dois signos). No entanto, alguém que nasça, no mesmo dia 21 de junho às 09:00 h em São Paulo, terá o Sol a 00°01 de Câncer (apesar de ter também algumas características de Gêmeos) e precisará ler o horóscopo de Câncer. Por isso, duas pessoas que nascem em cidades distantes no mesmo dia 21 de junho podem ter o Sol em signos diferentes.

No STUM foi disponibilizado um interativo para você tirar suas dúvidas sobre seu signo solar. Com ele, você poderá levantar o seu Mapa Natal, conhecer seu Ascendente e seu signo Lunar, mas é necessário conhecer a hora exata e o local do nascimento, ou seja, a latitude e longitude onde a pessoa veio à luz. Lembro, porém, que de uma forma ou de outra, os nascimentos que acontecem entre um signo e outro (ou seja naqueles dias em que o Sol muda de signo) acabarão dando ao nato as características dos dois signos. Por essa razão, ao publicarmos nosso Horóscopo semanal, salientamos (na introdução) que estamos indicando as datas do ingresso do Sol nos Signos no Brasil sempre para o ano corrente.

Para voltarmos ao Ano Solar, devemos lembrar sempre que a Astrologia teve sua origem no hemisfério norte, portanto, o estudo astrológico possui bases e arquétipos com raízes naquele hemisfério. Assim, o início do Ano Solar marca o início da Primavera naquele hemisfério, ou seja, a estação do ano em que a Terra recomeça a dar sinal de vida, após os longos meses do inverno. Da mesma forma, o Solstício de Verão do Hemisfério Norte indica o momento em que o Sol chega ao máximo de declinação Norte, ou seja, fica no lugar mais longe para nós do Hemisfério Sul. No seu movimento aparente, o Sol abandona o Hemisfério Sul e em seu caminho na direção do hemisfério norte, secciona o Equador Celeste e se encaminha para o norte. É dessa forma, que se sucedem as estações do Ano: Primavera, Verão, Outono e Inverno. Os Pontos Celestes em que o Sol corta o Equador Celeste (na ida e no retorno do Sol ao Hemisfério Sul) são chamados de Pontos Equinociais. Um acontece a 0º de Áries, (que é também chamado de ponto vernal) e outro a 0º de Libra. Ou seja, 0º de Áries marca o início da Primavera no Hemisfério Norte e do Outono no Hemisfério Sul. Os pontos solsticiais são os pontos (ou linhas) de máxima declinação Norte ou Sol, a 23° 26' e são chamados de Linhas Tropicais. Sabemos, por exemplo, que o Trópico do Capricórnio passa aqui, no Estado de São Paulo, bem perto da Capital. O Trópico de Câncer passa pelo Hawaii, por exemplo. (leia mais aqui)

Quero lembrar também o mito que deu origem às estações do ano. Esse mito era celebrado na Antiga Grécia com as Iniciações de Eleusis. Conta a lenda que Deméter, a Mãe Terra, tinha uma filha belíssima, chamada Perséfone (Prosérpina para os romanos). Um dia ela colhia flores num campo quando, por uma fenda no chão, surgiu Hades (ou Plutão), deus do reino dos mortos, que a raptou e a levou para o seu mundo subterrâneo. Deméter ficou desesperada com a perda da amada filha, chorou e entristeceu, e a terra secou, não dando mais alimentos para seus filhos. Deméter retirou-se em Eleusis para chorar, enquanto os homens morriam de fome e tudo ficava escuro e frio. Zeus (ou Júpiter), com pena de Demeter, ordenou a Hades que devolvesse a filha amada à sua mãe. Mas Perséfone havia comido uma romã enquanto estava com Hades, e tinha assim, simbolicamente, se ligado a ele. Para chegar a um compromisso, Hades e Deméter fizeram um acordo: Perséfone passaria seis meses na Terra com a mãe, e voltaria ao mundo dos mortos durante os outros seis meses. A volta de Perséfone à Terra marcaria assim o retorno da vida, da estação das flores e do tempo bom, com o início da Primavera. Esse mito nos lembra a promessa da 'vida após a morte', do eterno ciclo que faz tudo renascer continuamente, como num eterno carrossel. O Inverno então seria o tempo em que os grãos estão debaixo da terra, na espera da Primavera para renascer, como nossas almas que passam um período de 'inverno' entre as várias encarnações. Outras analogias podem ser feitas analisando o mito: a necessidade do compromisso e do acordo, o ciclo da vida e dos acontecimentos na Terra e outros mais.

Para nós, que vivemos no Hemisfério Sul, inicia-se o inverno e o signo de Câncer, chamado de Tammuz na Cabala. Esse signo, o quarto do zodíaco, pertence ao elemento Água, e é regido pela Lua, nosso satélite. No Brasil, inicia o período mais frio do ano, mais sentido nos estados do Sudeste e do Sul, pois que mais perto do Equador essas mudanças climáticas são menos perceptíveis. Esse tempo frio nos convida ao recolhimento e à reflexão e nos pede introspeção. Sendo o signo de Câncer, ou Caranguejo, um signo feminino e negativo podemos entrar em sintonia com o universo fazendo uma reflexão sobre nossos relacionamentos familiares, pois a Casa IV é a área que analisa os relacionamentos familiares no Zodíaco. A Cabala nos ensina que nesse mês de Câncer o Universo nos julga e a Lei de Causa e Efeito se faz mais presente em nosso dia a dia. Das Sete Leis Herméticas, Leis da Sabedoria, essa é a Lei que mais conhecemos e percebemos em nosso dia a dia. Leiam as 7 Leis da Sabedoria aqui.

Na próxima semana, vou descrever mais longamente as características desse signo onde nesse momento se encontra o planeta Júpiter em trânsito. Enquanto assistimos aos jogos da Copa do Mundo de Futebol em nosso país, podemos esquentar nosso coração com o calor humano que nos irmana na torcida pela vitória do Brasil. Mas não devemos esquecer da Lei do Carma: colhemos aquilo que plantamos. Se nos empenharmos em busca de nossos objetivos, nosso futuro irá desabrochar como uma linda flor cultivada no jardim da vida!

Aqueles que desejam obter mais informações sobre minhas consultas de Astrologia, Tarot, EFT ou Radiestesia - podem visitar o meu site pessoal no link abaixo.
Aproveito para convidar os leitores que desejam aprender os Segredos do Tarot Cabalístico para ler a seção de Eventos do SOMOSTODOSUM e se informar sobre os grupos de estudo presenciais ou à distância. Vejam na seção de EVENTOS.


Que a Luz desça sobre nosso planeta nesse período conturbado para que reine a Harmonia, a Tolerância e o Amor nos relacionamentos! Uma boa semana a todos!

São Paulo, 18 de junho de 2014


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


graz
Graziella Marraccini é astróloga, taróloga, cabalista e estudiosa de ciências ocultas e dirige a Sirius Astrology. Conheça meus serviços on-line
5 perguntas Frequentes, visite Canal do youtube e Facebook
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Astrologia clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa