Somos Todos UM Autoconhecimento
O Portal de

Autoconhecimento

e Espiritualidade

Autoconhecimento


Home > Astrologia

Plutão, o senhor da morte e da transformação

por Ceres Maier


Para que possamos entender a atuação da energia de Plutão no nosso Mapa Astral e em seus trânsitos, precisamos, primeiramente, entender “quem” ele é.

Na Mitologia Grega, quando Júpiter destronou seu Pai, Saturno, dividiu com seus dois irmãos – Netuno e Plutão – os reinos da Terra. Júpiter ficou com a superfície da Terra e os Céus. Netuno herdou os Mares e a Plutão coube o subterrâneo da Terra. Então, desta forma, Plutão, tornou-se senhor do submundo e do Hades (dos infernos).

Num primeiro momento poderemos dizer: “Nossa, que triste herança lhe coube!”. Mas, se paramos e analisamos mais detidamente o seu quinhão, perceberemos que é justamente o contrário, pois é no subsolo que estão as pedras preciosas e todos os minérios, o petróleo que move o mundo ali se encontra, é de lá que brota a água dos rios e dos regatos, para se plantar qualquer coisa é preciso revolver a terra e buscar a que está abaixo da superfície (que não foi queimada pelo sol e que é fértil e úmida). Portanto, o que está “guardado” sob a superfície é o que verdadeiramente tem valor real e poder de sustentar a vida.

Esta é a energia de Plutão. Ele guarda no seu mundo todas as preciosidades e recursos de prover à vida. Este é o seu lado positivo.
Onde temos Plutão em nosso Mapa Astral temos poder e/ou luta de poder; é onde passamos por transformações; é ali que encontramos energia – poderosíssima – que nos impulsiona a não ficar parados, porque nos dá a sensação de estagnação (e é exatamente o que acontece, pois acabaríamos por sucumbir a essa energia) e onde tudo é vivido intensa e profundamente.
Plutão é o representante da morte e da transformação. Seus trânsitos, por signo, por casa e por planeta, nunca passam desapercebidos.

Por onde passa ele transforma – muitas vezes destrói – deixando um rastro de destruição (não fica pedra sobre pedra!). E quanto mais cristalizada aquela situação de vida, que não nos permite crescimento, ele passa estilhaçando, porque nos tira todas as “muletas” que usamos (sejam elas conscientes ou inconscientes) e que nos impede de crescer.
O objetivo maior de Plutão, seja no Mapa Natal, seja no seu trânsito, é nos fazer crescer e desenvolver todos aqueles potenciais guardados no nosso subsolo, ou seja, dentro de nós e, assim, crescer e evoluir.

O intuito da transformação proposta pela energia de Plutão é trazer à tona todos os nossos recursos internos, nos tirar da limitação em que vivemos, auto-imposta, nem que para isto, num primeiro momento, ele tenha que destruir todas as nossas verdades, também limitadoras (embora não o saibamos até o momento), destruindo as situações e relações em que vivemos baseadas naquelas “verdades” equivocadas ou parciais sobre nós mesmos ou sobre a vida.

Plutão é o senhor da morte porque para que aconteça um nascimento algo tem que morrer. Por exemplo: a semente plantada sob a terra revolvida precisa morrer para que possa brotar a planta.
Plutão simboliza as riquezas ilimitadas e infindável do ser humano. É a força interior que nos dá capacidade de enfrentar todas as crises e dificuldades que aparecem em nossas vidas. É a perserverança e a tenacidade para se atingir um fim qualquer.

É com a ajuda da energia plutoniana que conseguimos ler nas entrelinhas e perceber o que se encontra por trás de qualquer situação ou de qualquer intenção das pessoas.
Onde Plutão se encontra ou por onde ele passa, por trânsito, ele nos convida, ou melhor, ele nos impõe a intensidade e a profundidade em relação àquelas questões a que aquela casa trata.
Representa nossas motivações inconscientes, que nos levam e tomam todo o nosso ser, fazendo-nos obsecados. Obsessão é uma questão plutônica.
Alguns processos plutônicos: a adolescência – passagem da infância para a vida adulta. Durante o período da adolescência, a criança precisa “morrer” para que o adulto possa nascer. Gravidez e trabalho de parto também estão sob a regência de Plutão. O processo de autoconhecimento,: por isto a psicologia é regida por Plutão e escorpião.

A leitura e interpretação de um Mapa Astral costuma ser plutoniana, pois traz à tona conteúdos guardados ou até mesmo desconhecidos do dono do Mapa Astral e que pode servir para transformar e dar um salto quântico em sua vida.
Quando entramos em contato com sua energia (sempre de maneira indireta), descobrimos o significado da palavra Morte; pois, Plutão representa a Morte da superficialidade e da falsidade presentes na nossa vida.

Tudo o que ele toca traz à tona o que está em seu âmago – o que tem de mais precioso e verdadeiro – e que, provavelmente, nem mesmo a própria pessoa o saiba.
Na Mitologia Grega, no Mito de Hércules, a sua luta com a Hidra de Lerna – um de seus trabalhos – representa fielmente a luta do ser humano com as energias mais profundas (plutônicas) que há dentro si e, como o próprio Hércules, quando ocorre o enfrentamento com o monstro, no final, recebe sua recompensa.

Hércules ao lutar com a Hidra – monstro imerso no Pântano de Lerna – monstro de três cabeças – recebeu a orientação que precisava trazer à tona cada uma delas, mas no desespero da batalha começou a decepá-las, porém a cada cabeça que cortava, ali nasciam outras três e, assim, iam se multiplicando as cabeças e, conseqüentemente, a força do monstro, até que, num dado momento, Hércules lembrou-se da orientação recebida e começou a trazer à luz cada uma das cabeças e, uma a uma, foram murchando, até que, por fim, ao trazer a última à luz surgiu dali uma grande pedra preciosa, sua recompensa.

Este é o trabalho de Plutão, ele nos exige que tragamos o nosso monstro (nossos medos) à luz e o examinemos, pois, que, ao final deste trabalho árduo (como o de Hércules) teremos a recompensa, ou seja, teremos ao nosso dispor nossos talentos escondidos de nós mesmos e que nos permitirá atuar na vida mais plenos e potentes.

Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Plutão, o senhor da morte e da transformação
Avaliação: 5 | Votos: 4


Consulte grátis
     
 
Compartilhe
   


Ceres Maier é astróloga, dá cursos de Astrologia e Mitologia Grega. Atende fazendo Mapa Astral e Revolução Solar, em seu consultório em São Paulo.
Clique aqui e faça seu Mapa Astral on-line.
Email:
Visite o Site do Autor
Publicado em: 21/10/2002 12:42:03

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.
As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo do Site.


Energias para Hoje
terça-feira, 14 de agosto de 2018


energia
I-Ching: 50 – TING - O CALDEIRÃO
Expresse livremente sua luz interior. Aqueles que contribuem para o maior benefício espiritual de outros alcançam o sucesso.


energia
Runas: Talismã da Saúde
Dê atenção à saúde. Cuide da alimentação.


14
Numerologia: Liberdade
Sinta-se livre para enfrentar as experiências que este dia tem a oferecer. Escape da rotina e procure hoje fazer suas coisas de modo diferente. Varie e experimente liberte-se de padrões.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. Você está preparado para as notícias ruins?
2. A violência online, a violência cibernética
3. Rompendo padrões
4. Viver vale a pena
5. Insatisfação é uma bênção
6. Você é uma mulher única?
7. No escuro de si mesma
8. O que eu posso aprender com esse desafio?



 
© Copyright 2000 - 2018 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade