Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Cá entre nós!

por Conceição Trucom
Cá entre nós!
Publicado dia 14/01/2010 14:54:00 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Quando recebi o texto Conversa entre bactérias, que compartilho abaixo, fiquei emocionada, pois se trata tão somente de uma confirmação científica, de algo que sinto no coração (mais que na mente), como absolutamente real.

Reconheço este fenômeno, que sempre coloco em minhas palestras e cursos: as células sentem e pensam. E, se comunicam, informando sobre o que estão sentindo, esperando ou não para um futuro próximo ou distante. Eu diria mais: esta conversa acontece entre células, órgãos e sistemas! Dentro de nós não existem segredos. Células próximas ou distantes... estão se comunicando.

Um exemplo: Imagine uma célula do fígado, muito intoxicada, cercada de gordura por todos os lados (esteatose), ou seja, sufocada, no momento em que chega mais batata frita, hambúrguer, maionese e refrigerante, para serem digeridos.

Lembre que o sistema hepático - fígado e vesícula - faz parte importantíssima do sistema digestivo, principalmente, nos quesitos gorduras e carboidratos.
Coloque-se no lugar desta célula, já cansada deste filme, solitária e isolada...

O que você, no lugar dela, sentiria? O que você imagina: ela comunicaria às suas vizinhas vivendo o mesmo desafio-caos? E como seriam seus sentimentos quando esta situação acontecesse várias vezes/dia, todo dia, durante meses, anos?
E, o que sentiria esta mesma célula se, por um dia, ela tivesse momentos de descanso e paz? E se por uma semana tudo o que chegasse para ela fosse cheio de energia (prana), reforço (antioxidantes, alimentos vivos, ricos em enzimas, de fácil digestão), força (intenções) e nutrição verdadeira?

Pois bem, vamos conferir o que os cientistas estão desvendando...
Conceição Trucom

Conversa entre bactérias
Por Agência FAPESP em 9/11/2009

Um grupo de cientistas da Universidade da Califórnia em San Diego (EUA), desenvolveu ferramentas que permitem ver como bactérias “conversam” umas com as outras e como enfrentam e vencem a batalha contra outros microrganismos.

O objetivo da pesquisa é entender como populações diferentes de células se comunicam, o que poderá auxiliar no desenvolvimento de novas terapias para as mais variadas doenças.

As bactérias (leia também células), para se comunicarem, segregam moléculas que enviam sinais a outros microrganismos para, por exemplo, obter mais nutrientes. Outras moléculas são secretadas para “desligar” mecanismos de defesa do hospedeiro.

Em artigo publicado, na revista Nature Chemical Biology, Pieter Dorrestein e colegas relatam a abordagem que desenvolveram para descrever, em laboratório, as trocas metabólicas que configuram os relacionamentos entre bactérias.

O grupo usou uma tecnologia chamada de Maldi-Tof (sigla em inglês para Matrix Assisted Laser Desorption Ionization-Time of Flight), que usa espectrometria de massa para estudar colônias de bactérias cultivadas em laboratório.

Interações microbiais, tais como a sinalização, são geralmente consideradas por cientistas em termos da atividade química individual e predominante. Contudo, qualquer espécie bacteriana é capaz de produzir muitos compostos bioativos que podem alterar organismos (leia também células) vizinhos.

A abordagem desenvolvida pelo grupo permitiu observar que as “conversas químicas” entre bactérias envolvem muitos sinais que funcionam simultaneamente.
“Os cientistas tendem a estudar nessa troca metabólica entre bactérias uma molécula de cada vez. Mas, na realidade, tais trocas feitas por microrganismos são muito mais complexas, envolvendo 10, 20 ou até 50 moléculas de uma só vez. Agora, podemos capturar essa complexidade”, disse Dorrestein.

Os pesquisadores estão mapeando centenas de interações bacterianas com a nova tecnologia e esperam produzir um “dicionário bacteriano”, que possa ajudar a traduzir os sinais dos microrganismos.
“A capacidade de traduzir a produção metabólica de microrganimos é cada vez mais importante, tendo em vista sua elevada proliferação. Queremos entender como as bactérias interagem (se comunicam) com as células e essa nova ferramenta poderá ajudar nesse objetivo”, disse Dorrestein.

O artigo Translating metabolic exchange with imaging mass spectrometry, de Pieter Dorrestein e outros, pode ser lido por assinantes da Nature Chemical Biology em link
Fonte

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

auravide auravide
starstarstarstarstar
O artigo recebeu 3 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o autor
trucom
Conceição Trucom é química, cientista e escritora sobre Alimentação Baseada em Plantas, considerada como Alimentação do Futuro: vitalizante e regenerativa.
Portal: www.docelimao.com.br
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor

Veja também
artigo Sabedoria
artigo Quais as deusas que habitam dentro em mim?
artigo Felicidade em suas asas
artigo Coração Ardente II




horoscopo

auravide auravide

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa