auravide auravide

Como germinar grãos e sementes


Germinados e brotos de grãos e sementes são personagens muito importantes na alimentação natural, crua e vegetariana.
Uma vez que um grão ou semente (crus e saudáveis) são colocados na água, inicia-se o processo de liberação de todas as etapas para a germinação e desabrochar das informações genéticas de perpetuação daquele ser vegetal.

Grão ou semente + água -> germinado + tempo -> broto

Embora se fale muito de brotos que é uma etapa de crescimento posterior à germinação, considero os germinados alimentos mais poderosos e nutritivos.
Os brotos, pelo elevado teor de nutrientes + água + tempo, acabam por serem muito vulneráveis à contaminação por fungos, portanto muito perecíveis.
Os grãos e sementes iniciam sua germinação em 16 horas. Neste ponto, em geral, estão com a sua potência máxima, e logo sinalizam que o processo do nascimento está se consolidando.

Após este tempo, somente germinados, já ficam prontos para serem consumidos.
Acompanhe pelas figuras a seqüência descrita a seguir:

1. Escolha as sementes ou grãos, removendo todos as que estejam danificadas. Coloque de uma a três colheres de sopa de sementes num vidro e cubra com água limpa;
2. Deixe de molho por uma noite (8 horas);
3. Cubra o vidro com um pedaço de filó e prenda com um elástico. Verta o vidro e despeje a água. Enxágüe bem sob a torneira;
4. Coloque o vidro inclinado e emborcado num escorredor em lugar sombreado e fresco e;
5. Enxágüe pela manhã e à noite. Nos dias quentes é preciso lavar mais vezes.
Interessante observar que o mais elevado ponto de vitalidade no ciclo de vida de uma planta ocorre quando ela está em pleno processo de germinação, daí seus benefícios nutricionais.

Ao germinar, alguns nutrientes daquela semente, seja de um cereal (trigo, cevada ou aveia), das leguminosas (feijões) ou oleaginosa (linhaça, girassol, etc.) multiplicam-se. É o caso da vitamina C, que é praticamente inexistente no grão de trigo, mas que, uma vez germinado, aumenta seiscentos por cento o seu teor.

O processo de germinação torna os nutrientes mais digeríveis, causando menos gases do que os grãos que lhe deram origem.
Os germinados são pobres em calorias, mas contêm quantidades apreciáveis de vitaminas A e C, vitaminas do complexo B, vitamina E, algum ferro, além de muitas enzimas e proteínas.

Podem ser germinadas sementes de linhaça, gergelim, girassol, alfafa, trigo, feijão de soja, lentilhas, entre muitos outros cereais, leguminosas e sementes.
As sementes de cereais germinam em 2 - 3 dias, os feijões e as lentilhas demoram 5 - 6 dias. Nessa altura podem ser consumidos.
Depois das etapas de germinação, há que se considerar as condições para o crescimento dos germinados até 5 – 10 cm, de altura, quando então podem ser colhidos os brotos.

Para tal produção, as condições de higiene e manuseio precisam ser muito rigorosas para evitar a proliferação de fungos e bactérias.
Alerta: os germinados podem provocar uma reação alérgica a pessoas que sofram de lupus eritematoso.

Os germinados e brotos servem para as mais diversas preparações culinárias. Podem ser consumidos crus, em sucos, saladas e sanduíches, misturados com outros legumes, refogados “al dente”, adicionados a molhos, sopas e de outras formas que a criatividade deixar.



estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 3




trucom
Conceição Trucom é química, cientista e escritora sobre Alimentação Baseada em Plantas, considerada como Alimentação do Futuro: vitalizante e regenerativa.
Portal: www.docelimao.com.br
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa