Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

Matrix Capítulo 1

Matrix Capítulo 1
Publicado dia 07/08/2001 16:32:05 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Introdução:

Ao longo da história, surgiram obras que marcaram sua época, retratando fatos da complicada historia do homem enfrentando o seu pior inimigo, ele mesmo. Dos filmes que fazem parte da minha coleção, destacam-se: Advogado do Diabo, Encontro Marcado, Fenômeno, Lendas da Paixão e o preferido... Matrix.

Matrix destaca-se por inúmeros motivos e alguns deles pretendo comentar, a princípio, em 5 artigos. Neles vou abordar os aspectos metafísicos do filme e sua maravilhosa visão de possibilidades futuras.

Após ter assistido o filme mais de 20 vezes, percebi varias e sutis abordagens ao “desconhecido” e “mistificado” inconsciente. Este inconsciente como é conhecido e tratado no site vidanova, é o lugar onde nossos pensamentos desviam-se da comum linearidade e partem para o estilo surrealista como o do pintor Salvador Dali, ou seja, sem formas precisas, sem começo ou fim, assexuado, não polarizado. O inconsciente é um mundo paralelo tão ou mais completo como o que vivemos, porém sem regras ou leis, o que o torna ainda mais misterioso e a principio incompreensível. Nosso cérebro, acostumado a limites desde o primeiro suspiro, assusta-se e evita assim o contato com o inconsciente, nos levando na maioria das vezes a interpretar seus sinais como eventos irrelevantes com relação ao dia-a-dia.

Mas o inconsciente é apenas uma das abordagens metafísicas do filme, que, se assistido com mais atenção, pode levar o espectador a despertar para novas possibilidades e conscientizações, ou seja, a busca pelo autoconhecimento.

Será um prazer enorme poder escrever sobre a história de Matrix.
Assistam o filme!!


A busca pelo predestinado

O filme inicia de maneira cativante com muitos efeitos especiais. Esses efeitos acabam prendendo a atenção do espectador, fazendo com que ele perca alguns detalhes importantes. Por isso recomendo assistir o filme de 3 a 5 vezes; e, a partir da segunda vez prestando mais atenção a seus diálogos.

Neo (Keanu Reeves) é o mocinho do filme, procurando entender alguns “sinais” que o levam à pergunta: O que é a Matriz?
Morpheus (Laurence Fishburne) é o guerreiro “desperto“ que acredita ser Neo a reencarnação do criador da matriz, um supercomputador que aprisionou até então todos os homens em suas próprias mentes. Porém o “predestinado” (Neo) encontra-se também dentro do mundo virtual criado pela matriz... Neo percebe que há algo errado e sente uma incessante necessidade de descobrir do que se trata.

Ao final de uma longa busca, Morpheus finalmente encontra Neo, mas a matriz o persegue implacavelmente, chegando primeiro ao rapaz ainda assustado. A máquina, materializada em vestes de agentes federais, chantageia e ameaça (sem sucesso) o rapaz para cooperar na a prisão do “perigoso” Morpheus...

Neo é finalmente levado a conhecer Morpheus que inicia o processo delicado de convence-lo de que pode lhe fazer ver o que é a matriz na verdade, dando duas escolhas: continuar sua vida e esquecer tudo o que tinha acontecido ou começar a despertar para a verdade. Neo escolhe seguir em frente junto a Morpheus e ai começa uma dolorosa descoberta: O que é a Matriz...


Conclusão e comentários:

Acho interessante observar como o estado em que Neo se encontra, é parecido com o que alguns terapeutas chamam de “Zumbi”: este é o estado em que o indivíduo fica como que “dormente” não prestando atenção aos acontecimentos relevantes de seu aprendizado, de sua vida interior, mas apenas mantendo hábitos, costumes e aparências absorvidos de seu grupo, ou já mastigadas pela mídia, usando padrões coletivos como modismos e tendências massificadas.

Porém Neo sabe que existe algo muito errado e está disposto a mudar para poder descobrir do que se trata. Isso pode ser visto como saber que temos um problema e tomarmos atitudes para resolve-lo, ao invés de simplesmente nos adaptarmos a ele e “empurrarmos com a barriga”.

Porém o preço deste despertar é alto, exige sacrifícios dolorosos e também que cortemos a maioria dos velhos laços de amizade, que nos influenciaram com atitudes erradas e que atrasaram nossa evolução. Mas espere um pouco... com certeza vale a pena!

Continua...

por Rodolfo Fonseca

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Leia Também

Matrix Capítulo 1

Matrix Capítulo 2: A verdade sobre a Matrix

Matrix Capítulo 3: A visita ao Oráculo e o traidor

Matrix Capítulo 4: O resgate de Morpheus

Matrix Capítulo 5: A morte e o despertar


Obrigado por votar

O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp

Sobre o autor
Rodolfo Fonseca é co-fundador do Site Somos Todos UM
Visite seu Site
Email: [email protected]
Visite o Site do Autor







Energia do Dia
Justiça. O dia pede bom julgamento e honestidade. Dê o máximo de si em qualquer situação, tome a direção dos negócios e proceda de maneira segura e eficiente.
Faça sua numerologia

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa