auravide auravide

Portais, Ascensão, Extraterrestres e Cinturão de Fótons


(Esclarecendo dúvidas)

Tenho recebido vários e-mails com dúvidas sobre os assuntos acima e acho importante esclarecer algumas questões.
Começando pelos Portais, é preciso saber que eles simbolizam o ingresso em uma nova fase da vida, um novo campo de experiências; a oportunidade apresentada ciclicamente no decorrer do caminho da evolução em diferentes níveis de consciência.
Atravessar um portal só é possível quando se está pronto para o que virá e sempre é precedido por provas. Eu definiria um portal, de uma forma simplista, como sendo um campo vibracional com uma aceleração de partículas atômicas acima do padrão em que se estava vibrando.
Existem inúmeros portais em todas as épocas, mas atualmente, desde 1.992, estamos dentro de um portal chamado 11:11 que se fechará em 21 de dezembro de 2.012. Todos os demais portais de menor porte estão também inseridos nesta realidade. Ocorrem também as ativações cíclicas do Portal 11:11 como ocorreu em 29 de maio último, naquela que foi a 6ª ativação deste portal. Entretanto, pessoalmente não acho útil poluir a mente com tantas informações “desnecessárias”, pois acaba se perdendo a noção do Todo.

Outra questão importante é sobre Ascensão. Quando falo em sintomas da ascensão, não quero dizer que estamos virando Mestres Ascensos ou algo parecido. Para se deslocar a consciência para níveis mais elevados, pouco a pouco é preciso que sejam retiradas as diversas máscaras adquiridas ao longo de sucessivas vidas centradas na matéria, principalmente. A essência humana, cujo fim maior é a liberdade de servir conforme a Lei, encontra-se presa num corpo material. Conforme o Ego vai sendo lentamente superado, a consciência polarizada na alma transforma-se em receptáculos de energias mais potentes, pois deixa de haver tanto risco de desvios.
Entretanto, quando digo que um corpo humano apresenta sinais de ascensão, conforme explicado em outros artigos, não estou dizendo que este ser vai conseguir atravessar o portal que leva à ascensão para a próxima etapa evolutiva. Significa apenas que esta alma tem potencial para tanto. Por exemplo, um pai e uma mãe férteis podem gerar um embrião que por motivos vários, pode não se desenvolver; sementes podem ser jogadas em solos férteis e não germinarem todas. O entrave está sempre em nosso livre arbítrio, bem ou mal utilizado, assim como na vontade e esforço conscientes de elaborar a reforma íntima.

Quanto aos extraterrestres, é importante frisar que todo o Cosmos é habitado em diferentes estados de consciência e em diferentes estados de desenvolvimento. Nem sempre o avanço tecnológico é acompanhado pelo espiritual. Sempre houveram na Terra seres encarnados em corpos físicos humanos que não pertencem a este orbe. Cumprem aqui tarefas específicas dentro do plano evolutivo cósmico e retornam aos seus mundos assim que as finalizam. Muitos fazem parte da mesma humanidade que anima as raças da superfície terrestre, mas outros pertencem a outros círculos de existência e até a outras galáxias. No passado era possível que membros de outros mundos menos evoluídos entrassem na Terra e atuassem de modo involutivo. Com o avanço da consciência terrestre o planeta passou a ser controlado quase totalmente por hierarquias pertencentes à Fraternidade Cósmica. Hoje, o trabalho de extraterrestres aqui encarnados, interage de maneira mais potente com o subconsciente da humanidade auxiliando-a a se preparar para novas etapas. É uma atividade que visa a colaboração direta e explícita entre habitantes de diversos mundos para o cumprimento deste plano, preparando a Terra para uma nova realidade. Estes extraterrestres são conhecidos como “Filhos das Estrelas”. Temos hoje 49 raças misturadas entre nós, alterando significativamente a transformação do DNA pela mistura de raças.

Muita coisa tem sido dita sobre o ano de 2.012: catástrofes, verticalização do eixo terrestre, mudança de pólos, etc... O grande alarde gira em torno dos 8 anos que faltariam para o fim. Eu citei em artigo anterior (veja LINK) que estamos com 8 anos de defasagem pelo calendário gregoriano e que somado ao fato cientificamente comprovado que o dia não tem mais 24 horas e sim 16, este ano de 2.004 eqüivaleria a 2.012.
Ora, eu absolutamente não estou dizendo que o mundo vai acabar, nem em 2.012 nem em 2.004. O que ocorre é que devido à aceleração temporal, muito do que aconteceria daqui a 8 anos já está acontecendo, como por exemplo: mudanças climáticas com novidades, como ciclones no Brasil, guerras e atentados cada vez mais freqüentes, deslocamento de placas de gelo das calotas polares, instituições sólidas como a ONU desmoronando, etc...

O Brasil será poupado de grandes catástrofes, pois está destinado a abrigar o início da Nova Raça por se tratar do grande celeiro mundial.
Falando um pouco em Cinturão de Fótons, é verdade que Alcione, o Sol Central da Plêiades está eternamente banhado pelo Cinturão de Fótons e por isto é um corpo celeste em constante iluminação. Todas as estrelas das Plêiades, inclusive o nosso Sol, circundam Alcione, por isso temos a grande influência dos pleidianos em nossa cultura, principalmente nas artes.
Nosso sol está mergulhado nesse cinturão desde o ano de 2.000 aproximadamente, e a Terra ainda não está inteiramente mergulhada nele, o que deve ocorrer por volta de 2.012. Em outras palavras, a Terra será cada vez mais submetida a uma aceleração de
partículas, levando com ela toda a vida aí existente, o que desencadeará uma iluminação em massa das vidas que aqui estiverem.
Nosso sistema solar leva por volta de 26.000 anos para girar em torno de Alcione. A cada 13.000 anos nosso sistema solar é banhado pelo Cinturão de Fótons e sofre uma aceleração, ficando cerca de 2.000 anos sob esse Cinturão. É bom que se tenha em mente que as catástrofes naturais e cíclicas no planeta não são castigos Divinos, mas acomodações de um organismo vivo que é a Terra.
A fonte suprema não é uma mente humana que tem raiva e pune. Existem leis universais que devem ser cumpridas para o bom andamento de qualquer sistema vivo, e o homem não está cumprindo a sua parte.

Nos primórdios da civilização existia aqui uma raça Adâmica perfeita, e não um Adão e uma Eva, como se prega. O planeta Terra, originalmente foi feito para que esse grupo perfeito vivesse, e eles poderiam criar novas vidas, mesmo sendo andróginos. Ocorreu que seres de outros orbes ficaram interessados nas riquezas deste planeta e acabaram por incutir naqueles DNAs perfeitos, os registros da ganância espiritual e material. Todos aqueles seres foram perdendo contato com seu Eu Superior e foram se tornando cada vez mais densos e prisioneiros de seus egos, dando origem a seres geneticamente modificados que hoje constituem a raça humana. Os humanos são hoje uma mistura da carga genética desse seres “em queda” com a dos seres que eram frutos da evolução natural daquela época.Os Cientistas Siderais se preocupam desde então com o rumo da Terra, que é um grande laboratório mas ao mesmo tempo já sabiam que uma grande onda de energia iria gerar um salto quântico na evolução que é a passagem pelo Cinturão de Fótons. Durante esses milhares de anos seres valiosos de várias partes do Universo vieram preparando e educando a Humanidade Terrestre preparando-a para o salto quântico que se aproxima. Muitos dos seres que vieram com esta missão acabaram se perdendo no véu da ilusão, entrando assim no processo reencarnatório. Em alguns momentos da História estes seres se tornaram deuses para muitos povos, enquanto que a humanidade foi cada vez mais se refugiando em religiões e se afastando por demais da Fonte Suprema.
Aqueles que discordaram com este sistema de vida tentaram de muitas maneiras alertar a humanidade, se apresentando como curadores, artistas, músicos, que colaboraram com a evolução do planeta.

Estamos chegando na época em que a Humanidade aprenderá a entrar em contato com sua verdadeira identidade, trazendo sua contribuição individual para a evolução. Assim, não mais cabem a divisão e a separação, características da Era de Peixes. Estamos na Era de Aquário, e um aquário só tem vida se nele houver peixes, plantas, água e outros seres. É a coletividade a marca da Era de Aquário. É óbvio que este trabalho não estará pronto até 2.012, mas sim se tornará mais forte a partir de 2.012, quando todo o sistema solar tiver mergulhado no Cinturão de Fótons.
Até 2.012 é a grande chance de nós nos trabalharmos, rompendo ligações com o passado, nos juntarmos aos nossos iguais e extirparmos de nossos registros os padrões comportamentais repetitivos e principalmente a culpa pelos erros e o medo do fracasso. Quanto mais nos trabalharmos e procurarmos nossos mestres interiores, mais próximos da Ascensão estaremos.

Lembrem-se: a evolução é um processo absolutamente individual, embora o coletivo tenha papel fundamental nesta transformação.
É esta meta a ser alcançada nestes próximos 8 anos. A partir disso é que se viverá verdadeiramente a Era de Aquário que não é estabelecida por uma data, mas por uma vibração.

Muita Luz !!!

* imagem de Rubia A. Dantés

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS a Marco Antônio Henrique de Menezes.
E-MAIL: inlakechbr@yahoo.com.br



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


clube Vera HT é
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Corpo e Mente clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa