auravide auravide

A Raiva


A raiva é um dos sentimentos mais intensos que costumamos experimentar e, de modo geral, está relacionada à frustração de nossos desejos e expectativas.
Ela é motivada por uma dor interior, quando nos sentimos traídos ou machucados pela vida e expressamos esta mágoa através de atitudes raivosas. É como se nos sentíssemos impelidos a descontar no restante do mundo a dor que alguém nos causou.

É importante aprender a reconhecer as raízes internas de nossa raiva, para que possamos conscientemente eliminar as causas que nos levam a este sofrimento.

A raiva também pode estar relacionada à criança que fomos um dia. Se em nosso passado, não tivemos a oportunidade de expressar nossa raiva, por termos sido reprimidos por pais muito autoritários, poderemos seguir pela vida engolindo nossa raiva e direcionando-a muitas vezes para nós mesmos, gerando desequilíbrios que cedo ou tarde se manifestarão na forma de doenças.

Aprender a observar nossa raiva no momento em que ela se apresenta é algo muito útil, pois somente conhecendo profundamente a origem deste sentimento em nosso interior, é que poderemos finalmente deixá-la ir embora, não nos apegarmos a ela.

Há circunstâncias na vida em que é difícil não sentir raiva, principalmente quando somos desrespeitados em nossos direitos. Mas, o ideal é lutar por eles de forma sensata, movidos pela energia da justiça e da ética, caso contrário, corremos o risco de nos tornarmos agentes da violência e da agressividade.

A insanidade dominante no mundo atual é resultado da inconsciência, pois muitos seres humanos se deixam dominar pela energia da raiva e permitem que ela os leve a atos dos quais irão se arrepender. Se quisermos construir um mundo de paz, precisamos urgentemente aprender a lidar com nossas emoções de uma forma mais madura e consciente.

"A psicologia da raiva é que você queria algo e alguém lhe impediu de conseguir isso. Alguém veio como um bloqueio, como um obstáculo. Toda sua energia estava indo conseguir algo e alguém bloqueou a energia. Você não conseguiu o que queria.
Agora essa energia frustrada transforma-se em raiva. raiva contra a pessoa que destruiu a possibilidade de realizar seu desejo.

...Você não pode impedir que a raiva aconteça porque ela é um subproduto, mas você pode fazer algo para que o subproduto não aconteça de jeito nenhum.

...Na vida, lembre-se de uma coisa: nunca deseje coisa alguma tão intensamente como se isso fosse uma questão de vida ou morte. Seja um pouco brincalhão.

Não estou dizendo, não deseje - porque isso se tornará uma repressão em você. Estou dizendo, deseje, mas deixe seu desejo ser brincalhão. Se você puder realizá-lo, ótimo. Se você não realizá-lo, talvez não fosse o tempo certo; veremos da próxima vez. Aprenda algo da arte de brincar.

...Ficamos tão identificados com o desejo que quando este é bloqueado ou impedido nossa energia pega fogo; ela queima. E nesse estado de quase insanidade você pode fazer alguma coisa da qual você irá se arrepender. Isso pode gerar uma série de eventos que toda sua vida pode ficar enrolada nisso.
Devido a isso, por milhares de anos, eles ficaram dizendo, "Sejam sem desejos".

...Mesmo as pessoas que disseram, "Sejam sem desejos" também deram a vocês um motivo, um desejo: se você ficar sem desejos você irá alcançar a suprema liberdade, nirvana. Isso também é um desejo.

Você pode reprimir um desejo por algum outro desejo maior... Você só mudou o alvo. ...A raiva é sempre proporcional ao desejo.

...É uma infelicidade que nenhuma religião no mundo tenha aceitado o senso de humor como uma das qualidades básicas para o homem religioso. Quero que vocês entendam que o senso de humor, a brincadeira, devem ser as qualidades fundamentais.

Vocês não devem levar as coisas tão seriamente, assim a raiva não surgirá. Vocês podem simplesmente rir da coisa toda. Vocês podem começar a rir para vocês mesmos. Vocês podem começar a rir de situações nas quais vocês estariam raivosos e loucos.

Usem a brincadeira, o senso de humor, a risada. È um mundo grande, e existem milhões de pessoas. Todo mundo está tentando conseguir algo. É muito natural que às vezes pessoas se intrometam nos caminhos um dos outros - não que eles queiram isso, é apenas a situação, é acidental.

...Isso é o que quero dizer quando falo para não levar coisa alguma a sério... nem mesmo você mesmo. E assim você verá que a raiva simplesmente não aconteceu. Não há nenhuma possibilidade de raiva. E a raiva certamente é um dos maiores vazamentos da sua energia espiritual. Seja brincalhão com seus desejos, e assim permaneça o mesmo no sucesso ou no fracasso.

Apenas comece a pensar sobre si mesmo à vontade. nada especial; não que você precisa ser vitorioso, não que você tenha que ser bem sucedido em cada situação.

...Uma vez que isso se estabeleça em seu ser, então, tudo é aceitável. A raiva desaparece e quando ela desaparece, deixa para trás uma tremenda energia de compaixão, de amor, de amizade".

Osho, The Sword and the Lotus



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


elisa
Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga, Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching e Faça uma consulta online
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa