auravide auravide

Festival de Manasha, a deusa-serpente


Morro de medo de cobras! Esses seres rastejantes, invisíveis e letais, para mim, são sinônimo de pesadelos, puro filme de terror!!! Ponto final!

Ponto final? Que nada... Há muitos milênios, os humanos vêm usando as serpentes como símbolos poderosos de transcendência. A Ouroborus da alquimia, por exemplo, que morde a própria cauda e simboliza o todo, o tudo e a renovação cíclica de todas as coisas... quer símbolo mais importante?

E hoje descubro que na Índia, mais especificamente em Guwahati, cidade importante da província de Assam, existe um festival - que dura três dias - em homenagem à deusa-serpente Manasha, o Manasha Puja, celebrado sempre no quinto dia do mês hindu de Shravan.

Os rituais em honra de Manasha são realizados no templo de Kamakhya, um dos mais importantes locais de reverência da Índia, dedicado à Shakti, a energia primordial feminina. Manasha é uma deusa favorita das mulheres. Em sua homenagem, elas alimentam as cobras capturadas antes do festival com leite e mel. E dançam, e dançam, sem parar, vestidas de cores vibrantes...

Um lenda hindu conta como a jovem Behula dançou diante da deusa-cobra para que ela devolvesse seu marido, o belo Lakhindar, envenenado por uma serpente. E dançando, Behula fundiu-se na deusa, e elas uniram-se na música e no ritmo... Nada Brahma, o universo é som, dizem os hindus...

A deusa atendeu o pedido da jovem Behula e por isso, é com muita música e muita dança que os hindus estão festejando sua sábia deusa-serpente, Manasha. Durante o tempo que durar a festa, os dançarinos sagrados, deodhanis, encenam repetidamente a dança divina, caem em transe, iluminam as ruas, enchem de cores feéricas os templos e só voltam para suas vidas ao raiar da aurora. Até o ano que vem!

Um dia, se Manasha quiser, ainda faço as pazes com as cobras...

A foto é de Utpal Baruah/Reuters: devotos hindus, cobertos de pó vermelho, dançam como deodhanis em Guwahati, na província de Assam, na Índia, onde estão celebrando, durante três dias o Festival de Manasha, a deusa-serpente.


estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1




Adília Belotti é jornalista e mãe de quatro filhos e também é colunista do Somos Todos UM.
Sou apaixonada por livros, pelas idéias, pelas pessoas, não necessariamente nesta ordem...
Em 2006 lançou seu primeiro livro Toques da Alma.
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa