auravide auravide

Freqüência 2


Na semana que passou terminamos o texto assim:

Ódio gera ódio. Mágoa produz mágoa. Inveja reduz a nossa capacidade de ver alternativa de sucesso. Só o Amor cria amor.
Saber pensar faz a diferença. Na realidade é à base de tudo. Mas, ao mandarmos embora as amargas experiências, selamos o inicio da reconstrução de uma vida feliz.
Felicidade não é sorte, é merecimento.


Várias pessoas, de diferentes pontos do Brasil, nos procuraram para lhes prestar ajuda no realinhamento de seus chakras e também em busca de acharem a sua freqüência.
É ótimo que aconteça, porém é fundamental que todos nós façamos uma análise de nossos pensamentos, do meio em que vivemos, das pessoas com as quais nos relacionamos para depois procurarmos culpados... Realinhar os chakras é só uma pequena parte de nosso programa de evolução. Somos um conjunto de pensamentos e ações. Nada é solução isolada. Não adianta trabalhar os chakras se os pensamentos e conseqüentemente as atitudes não mudarem.

De nada adianta buscarmos muletas para nos ajudarem em nossa caminhada se o problema está em nosso posicionamento, em nossos pensamentos e em nossas “verdades”. Refletir e mudar é o que precisa ser feito se os resultados estão complicando a nossa vida.

Admitirmos que a freqüência é uma escolha interna é o inicio da mudança. Quando a confusão de relacionamento, a colheita de insucessos e a seqüência de doenças estão grandes, temos a maior demonstração de que estamos começando uma nova fase na nossa encarnação.
Sempre oriento as pessoas que tudo começa a mudar quando a dificuldade é grande. Chegar ao fundo do poço é ótimo, depois disso é só subirmos ao nosso local de merecimento.
O que fazer então?

Primeiro: perdoar do fundo do coração e do interior maior de nossos sentimentos.

Segundo: eliminar a mágoa de nosso interior. É preciso admitir que ela, a mágoa, é uma má água e que só é prejudicial a nós mesmos.

Terceiro: aprendermos a pensar. Pensamento cria realidade. É a nossa maior fonte de energia. Quando pensamos em ir a um lugar, a nossa energia já foi até lá. A forma como pensamos em ir é que determina o nosso sucesso no deslocamento. Pensar em obstáculos... cria obstáculos.

Quarto: ficar atento a quem caminha ao nosso lado. Somos produto do meio em que vivemos e da influência que as pessoas acabam criando em nós. Quando aceito e gosto do que alguém fala, isso já passa a fazer parte de minha existência, de minha personalidade.

Quinto: aprender a meditar na nova freqüência. Felicidade não é sorte, é merecimento.

Sexto: fazer a boa intriga. Fale bem das qualidades e virtudes das pessoas. Falar mal qualquer imbecil faz e isso só nos leva à freqüência equivocada.

Sétimo: faça as coisas com fé. Confie em você e deixe seu medo de lado.

Oitavo: é melhor qualquer religião do que nenhuma.

Nono: abomine pensamentos negativos. Isso traz insegurança. Não tenha medo de ser assaltado senão você vai ser. Somos e colhemos o que projetamos.

Décimo: nunca procure imitar alguém, pois nossa evolução é individual.

Finalmente, cuide de seus pensamentos porque eles são a sua freqüência e um dia serão a sua realidade. Somos a média do que pensamos.

Sei que nos veremos.
Beijo na alma


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


Leia Também

Freqüência


saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa