auravide auravide

Homem - a centelha vital do Todo 2


Em cima ou embaixo, a canção das esferas espirituais é sempre a mesma.
Ela fala dos Magnos Valores de Liberdade, Igualdade e Fraternidade** e conclama aos homens de boa vontade à consecução do Bem sem olhar a quem.

É a canção dos iniciados espirituais e fala de honra na senda da consciência.
Não pode ser captada pelos sentidos do corpo, nem compreendida por mentes tacanhas e sem lucidez.

É canção que permeia as estrelas e tem sua origem no plano da consciência pura.
Só os corações apaixonados pela Luz conseguem ouvi-la, em Espírito e Verdade.

É canção de Amor incondicional!

Está no ar, mas, não toca em nenhuma rádio do mundo, no entanto, está no topo da parada do mundo espiritual.

É canção de vida universal e fala da imortalidade da consciência.

Os rishis*** da velha Índia escutavam-na no silêncio, nas asas da meditação.
Os hierofantes**** do antigo Egito e da Grécia ensinavam aos seus pupilos a escutá-la por entre as batidas do coração.

Os mestres taoistas da China imemorial escutavam-na na mescla natural das polaridades do Chi*****.

Jesus a escutava no som do vento da vida, que vem do Supremo Amor e sopra por onde quer...

Krishna surfava nela junto com os devas******, enquanto enchia o mundo de Luz.
Sidarta Gautama caminhava escutando-a em cada passo e, por isso, dizia que toda trilha estava permeada pela Terra Pura dos Budas.
Ah, em cima ou embaixo, a canção espiritual é sempre a mesma.

E quem ama sabe disso e diz:
"A canção do Todo está em tudo!"

Paz e Luz!
Wagner Borges - mestre de nada e discípulo de coisa alguma.

- Notas:
* A primeira parte desse texto está postada neste link
** O lema "Liberdade, Igualdade e Fraternidade", que ganhou fama na Revolução Francesa (a partir da Segunda República, em 1848), era um lema dos iniciados de outrora. Portanto, sua menção no contexto desses escritos é sob este prisma espiritualista.
*** Rishis - do sânscrito - sábios espirituais; mestres da velha Índia; mentores dos Upanishads.
**** Hierofante - dentro do contexto das iniciações esotéricas da antiguidade, era o mestre que testava os neófitos (calouros) nas provas iniciáticas.
***** Chi - do chinês - força vital, energia.
Dentro dos ensinamentos taoistas, a força vital é polarizada na natureza das coisas em dois aspectos fenomênicos: o Yin e o Yang, as alternâncias do Chi, as polaridades da energia.
****** Devas - do sânscrito - divindades; seres celestes; seres de luz.
Obs.: Enquanto eu passava a limpo estas linhas, rolava aqui no meu som a música "Let There Be Love", da banda britânica de pop/rock Simple Minds. Então, deixo, na sequência, no YouTube: link


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 282


wb
Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros.
Visite seu Site e confira a entrevista.
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa