auravide auravide

O Prazer


A palavra prazer tem, para muitos, uma conotação pecaminosa, pois aprendemos desde cedo a relacioná-lo ao sexo e seus tabus.
Por que será que não somos educados para buscar o prazer da vida? Ao invés disso, o que mais ouvíamos era a necessidade de cumprir com obrigações e deveres.
Sem dúvida, nossos pais e educadores consideravam que estimular a procura do prazer, seria o mesmo que nos direcionar para uma vida de ócio e libidinagem.

A noção de prazer, obviamente, muda de acordo com a cultura de cada povo, mas existem prazeres simples que podem ser usufruídos por qualquer ser humano, seja qual for a sua origem.

Eles dependem, fundamentalmente, do olhar com que focamos a vida. Se mantivermos uma disposição interior de aproveitar cada momento e tudo o que ele nos oferecer, com entusiasmo e alegria, poderemos encontrar prazer nas situações mais banais de nosso cotidiano.

Uma boa comida, um bom vinho e a companhia de pessoas que amamos, é uma das mais preciosas dádivas que podemos obter da vida.
Mas ela não é a única, pois podemos também sentir prazer quando estamos em nossa própria companhia, deleitando-nos com um bom livro, uma música ou um filme que toque nosso coração.

São muitas as possibilidades de prazer que a vida nos oferece, a cada dia.
E, mesmo quando a realidade não se mostra tão fácil de ser encarada, devemos nos lembrar que, apesar dos problemas e das tristezas, ainda podemos nos manter receptivos aos prazeres que a existência quiser colocar à nossa disposição.

Se você é capaz de saborear e manifestar gratidão sempre que estiver experimentando um momento de prazer, certamente estará ampliando as chances de uma vida plena, onde o arrependimento e a culpa jamais encontrarão espaço para existir.

“CELEBRE!
Pequenas coisas devem ser celebradas – o sorver o chá precisa ser celebrado. As pessoas do Zen criaram uma cerimônia do chá. Esse é o ritual mais belo já desenvolvido.

Existem muitas religiões e muitos rituais nasceram, mas não há nada como a cerimônia do chá – simplesmente sorver o chá e celebrá-lo! Apenas cozinhar o alimento e celebrá-lo! Apenas tomar um banho – deitar na banheira e celebrar; ou em pé, sob o chuveiro, e celebrar. Essas são pequenas coisas – se você insistir em celebrá-las, o total de todas as suas celebrações será Deus. Se você me perguntar o que é Deus, direi: o total de todas as celebrações – celebrações pequenas e mundanas.

Um amigo vem e segura a sua mão ou te abraça. Não perca essa oportunidade – porque Deus veio na forma da mão, do abraço, na forma do amigo. Uma pequena criança passa e ri. Não perca isso, ria com a criança – porque Deus riu através da criança. Você passa na rua e uma fragrância vem de um jardim. Pare ali por um momento e se sinta grato – porque Deus veio como fragrância.

Se você puder celebrar momento a momento, a vida se tornará religiosa – e não existe outra religião, não há necessidade de ir a qualquer templo. Então, onde você estiver é o templo, e tudo o que você estiver fazendo é religião”.

OSHO, do livro, For madmen only.



estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


elisa
Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga, Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching e Faça uma consulta online
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa