auravide auravide

Parar de Sofrer


Todo ser humano anseia pela felicidade. Mas, para libertar-se do sofrimento é preciso, antes de tudo, perguntar a si mesmo se você quer realmente se separar de sua dor. Esta parece, à primeira vista, uma pergunta absurda, visto que não tem sentido alguém resistir em separar-se da dor.

Isto seria verdadeiro se todos os nossos anseios fossem plenamente conscientes. Mas não é o que ocorre. A maior parte das motivações que guiam o comportamento da humanidade é inconsciente.

Entender que existem mecanismos inconscientes que nos mantém presos à nossa infelicidade e que acabam até mesmo nos levando a sentir certo conforto no convívio com o sofrimento, é o primeiro passo no caminho da libertação.

Se você deseja de fato livrar-se da dor, precisa, antes de qualquer coisa, estar cansado de sofrer. Somente quando o sofrimento não lhe trouxer mais nenhuma “vantagem”, - e há quem encontre vantagens no sofrimento, como por exemplo, para obter a atenção das pessoas ou para não enfrentar os desafios da vida e manter-se apoiado nos outros - então você se sentirá motivado por uma vontade inabalável de alcançar o equilíbrio interior.

A vontade precisa ser muito grande para que alguém se disponha a enfrentar seja o que for, para alcançar a paz, visto que as dificuldades serão muitas e a mente se encarregará de mandar inúmeras mensagens para que a pessoa desista no meio do caminho.

A auto-observação permanente sobre as motivações que guiam cada uma de nossas atitudes diante da vida, nos permite perceber quais as amarras que nos prendem às situações de sofrimento e não nos deixam avançar no encontro com nossa paz interior.

Sempre que você sentir dificuldades em alcançar seus objetivos, observe atentamente se não existe dentro de você uma parte que por medo, covardia, comodismo ou outra razão qualquer, deseja que tudo permaneça exatamente como está. Aos poucos, você perceberá claramente se existem motivos inconscientes que vêm determinando suas limitações e por que você não tem tido sucesso no caminho da libertação.

Desejar ardentemente a paz interior é o segundo passo, antes dele, é preciso estar verdadeiramente cansado do sofrimento, pois somente isto nos dará a perseverança e disciplina necessárias para iniciar a busca.

"As coisas que estão causando sua miséria, devem estar dando a você algum prazer também, de outro modo o problema não surgiria. Se elas fossem pura miséria você as teria abandonado. Mas na vida nada é puro, tudo é misturado com o seu oposto. Tudo carrega o oposto em seu útero.

O que você chama de miséria, analise-a, penetre no seu interior e você verá que há algo que você gostaria de ter. Talvez ainda não seja real, talvez seja somente uma esperança, talvez seja somente uma promessa para amanhã, mas você se unirá à miséria, você se unirá à dor, na esperança que amanhã alguma coisa que você tem frequentemente desejado e esperado acontecerá.

Você suporta a miséria na esperança do prazer. Se ela for pura miséria é impossível unir-se a ela. Apenas observe, seja mais alerta sobre sua miséria...

...Veja o que a sua miséria é, que desejos estão causando-a, e porque você está apegado a estes desejos. E não é a primeira vez que você está se apegando a estes desejos, eles têm sido o padrão de toda a sua vida e você não tem chegado a lugar algum.
Você anda em círculos, você nunca vem para um crescimento real...

...O êxtase não é prazer, êxtase não é o mesmo que felicidade. Felicidade frequentemente está junto com a infelicidade e o prazer frequentemente está junto com a dor. Abandone ambos. Você quer abandonar sua miséria e então pode ser feliz - esta é uma aproximação absolutamente errada. Você terá que abandonar ambos. Vendo que eles estão juntos, a pessoa os abandona. Você não pode escolher uma parte.

Na vida, tudo tem uma unidade orgânica. Dor e prazer não são duas coisas. Realmente se nós fizermos uma linguagem mais científica, nós abandonaremos estas palavras: dor e prazer. Nós faremos uma palavra: dorprazer, felicidadeinfelicidade, dianoite, vidamorte. Estas são uma palavra porque elas NUNCA estão separadas.

E você quer escolher uma parte: você quer ter somente as rosas e não os espinhos, você quer somente o dia e não a noite, você quer somente amor e não ódio. Isto não vai acontecer - este não é o modo como as coisas são. Você terá que abandonar ambos, então surge um mundo totalmente diferente: o mundo do êxtase.
Êxtase é paz absoluta, imperturbável, nenhum distúrbio por dor ou por prazer.”

...abandone toda a defensividade, abandone todas as armaduras. Comece observando como você vive sua vida dia a dia, momento a momento. E o que quer que você esteja fazendo, penetre nos detalhes... Apenas observe e você estará pronto para ver o que está acontecendo, o que tem acontecido. Você tem escolhido -e este tem sido o problema- você tem escolhido uma parte contra a outra, e elas estão ambas juntas.

Buda diz: Alcance um estado de atenção, sem escolha - não escolha de modo algum. Apenas observe e seja atento, sem escolha, e você alcançará o êxtase, você alcançará o paraíso do lótus".

Osho- Why Do I Feel?



estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1




elisa
Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga, Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching e Faça uma consulta online
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa