auravide auravide

Sentimentos e Emoções


Nossos sentimentos são o parâmetro mais importante a guiar nossa existência. O problema é que, muitas vezes, os sentimentos gerados pelos eventos que ocorrem em nossas vidas, se transformam em emoções negativas que acabam por ocasionar traumas, bloqueios e dificuldades que vão nos acompanhar em todos os momentos.

Emoções negativas são registradas em nossa memória celular e permanecem como pano de fundo durante todo o tempo. Quando tomamos consciência destes bloqueios, podemos trabalhar no sentido de “desmanchar” os nós emocionais que se formaram.

Para libertar-nos desses conteúdos psíquicos existem inúmeros recursos. Oráculos como o tarô permitem-nos trazê-los à tona e, desse modo, trabalharmos nossa mente no sentido de reverter as crenças negativas que se formaram em nosso inconsciente.

As terapias psicológicas também constituem uma ferramenta extremamente útil para resgatarmos as situações em que nossos bloqueios emocionais se formaram. Este processo, embora muitas vezes doloroso, é necessário se quisermos abrir a porta para a libertação.

Existem ainda métodos terapêuticos que nos permitem liberar a memória celular de nossos conteúdos emocionais negativos. Mas para isso, é necessário, acima de tudo, que desejemos cortar as amarras que nos mantêm prisioneiros do sofrimento.

Aquele que trabalha com a cura, por maior que seja sua vontade, não poderá nos ajudar se não estivermos dispostos a fazer a nossa parte. O importante é saber que nossos sentimentos são a mais valiosa parte de nossa essência. Respeitá-los e manter-se fiel a eles, é o caminho mais seguro para alcançar paz e serenidade.

Carl Gustav Jung, criador da psicologia analítica, fala dos riscos que acompanham aquele que se recusa a enfrentar conflitos emocionais inconscientes e viver uma vida focada unicamente na razão.

“O homem que não atravessa o inferno de suas paixões, também não as supera. Elas se mudam para a casa vizinha e poderão atear o fogo que atingirá sua casa sem que ele perceba. Se abandonarmos, deixarmos de lado, e de algum modo esquecermo-nos excessivamente de algo, correremos o risco de vê-lo reaparecer com uma violência redobrada.

Vi muitas vezes que os homens ficam neuróticos quando se contentam com respostas insuficientes ou falsas às questões da vida. Procuram situação, casamento, reputação, sucesso exterior e dinheiro; mas permanecem neuróticos e infelizes, mesmo quando atingem o que buscavam. Essas pessoas sofrem, freqüentemente, de uma grande limitação do espírito. Sua vida não tem conteúdo suficiente, não tem sentido. Quando podem expandir-se numa personalidade mais vasta, a neurose em geral cessa. Por esse motivo, a idéia de desenvolvimento, de evolução tem desde o início, segundo me parece, a maior importância”.
(Carl Gustav Jung).


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


elisa
Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga, Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.
Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.
Conheça o I-Ching e Faça uma consulta online
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa