auravide auravide

O Amor é Maior


Facebook   E-mail   Whatsapp

Não nos basta alcançar
Todos os bens materiais
Que o homem pode almejar...
Se não houver amor,
Que valor isso terá?
(Ionaz)


Tudo é válido em nome do amor! "Por amor", o homem anula a si próprio, ou aniquila a individualidade do outro; subjuga o ser amado, ou se deixa ser dirigido por ele. "Por amor", o homem sufoca o outro, ou se deixa ser sufocado; toma o ser amado como propriedade, ou se submete como propriedade dele. "Por amor, aprisiona-se alguém, ou se torna a si próprio presa de alguém; condena-se, ou se deixa ser condenado. "Por amor, o homem sofre e enlouquece; mata ou morre... Tudo isso em nome do amor!

Quanta besteira! Quanta ilusão equivocada e descabida!

Isso tudo nada tem a ver com o amor... É, antes de tudo, a manifestação pura e simples de um ego distorcido, que vê somente a si mesmo, que acredita que tudo gira em torno de si. E que ainda se esconde atrás da palavra amor, para justificar socialmente seus atos.

É preciso aprender mais sobre o amor. E principalmente vivê-lo mais, antes de poder agir em nome dele.

Falar de amor sempre é possível e sempre desejável. Ele é o sentimento gerador de todas as qualidades que o espírito humano manifesta, ou pelo menos sente como verdades dentro de seu ser. Tudo o que se pode construir só se torna bom e duradouro se sua base for feita sobre o amor. E é, sem dúvida alguma, a ausência do amor o que mais incomoda. É a falta de manifestar esse sentimento que se tem de melhor que endurece o coração do homem e torna sua existência mesquinha e pobre de realizações. E gera um vazio na alma humana, que leva tanta gente a enveredar por caminhos que nunca os satisfaz, mas que os faz deixar atrás de si um rastro de desilusões, de misérias e, não raro, de destruição.

Essa falta de amor tem um nome bastante conhecido, embora nem sempre bem definido. Essa ausência desse sentimento tão nobre é também chamada de egoísmo. Onde se instala o egoísmo, onde ele se manifesta, existe uma falta de amor. Por conseqüência, onde o amor verdadeiro acontece não existe a possibilidade de uma ação egoísta.

Entretanto, o maior engano do homem - o representante da raça humana, de uma forma genérica - é pensar que quando existe amor, é preciso dar provas de que ele é verdadeiro. E achar que por haver amor, implica que hajam também obrigações e comprometimentos: "Se eu amo você, você me deve algo"... Isso soa familiar?

E quantas distorções mais o homem associa ao que ele chama de amor? Quanto o homem ainda confunde o amor com suas convenções e condicionamentos, que atendem apenas às suas próprias necessidades? Realmente, é de se espantar o quanto ainda confundimos o amor com o egoísmo!

O amor é dedicado, o egoísmo exige dedicação;

O amor é devotado, o egoísmo cobra devoção;

O amor adora doar de si, o egoísmo finge doar-se, em busca de adoração;

O amor carrega afeto, o egoísmo suga afeição;

O amor cultiva a amizade, o egoísmo usa o amigo;

O amor manifesta carinho, o egoísmo gera necessidade de ser acariciado;

O amor trata com simpatia, o egoísmo espera ser bem tratado;

O amor envolve com ternura, o egoísmo usa a ternura para envolver;

O amor gera entusiasmo, o egoísmo prende pelo entusiasmo;

O amor se relaciona com zelo, o egoísmo zela pelo seu próprio interesse
na relação;

O amor toca com cuidado, o egoísmo cuida de tocar de maneira
conveniente;

O amor liberta, o egoísmo aprisiona em nome do "amor"...

Ainda a esse respeito, existe uma verdade que é quase incompreensível para o ser humano, embora seja muito simples: O único amor que realmente existe é aquele que é totalmente incondicional! O resto, é egoísmo disfarçado...

O egoísmo é ausência de amor... O egoísmo aparece quando o amor pelo próximo sucumbe frente ao "amor" por si mesmo. Quando a vontade em benefício próprio se mostra mais importante do que a necessidade do outro. Ele se instala quando fechamos os olhos à caridade e à doação verdadeira do nosso coração, em função de atender aos caprichos do nosso próprio ego.

Amor e egoísmo se excluem mutuamente... Onde um existe, o outro não está! Mas o amor ainda é supremo. Por isso, tenha sempre em mente que, em qualquer que seja a situação, o amor verdadeiro se impõe e prevalece quando há a predisposição em seu Coração para tanto. O amor expulsa o egoísmo, assim como a luz desfaz a escuridão...! E isso é, em síntese, tudo o que realmente precisa ser entendido a respeito do amor!"

Gilberto Cabeggi é escritor, autor do livro
"Todo Dia É Dia de Ser Feliz", pela Editora Gente.

Publicado em:

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo

Por favor, deixe sua opinião



Veja também
veja-mais Dia das bruxas
veja-mais Agora, não depois
veja-mais Volto a acreditar!
veja-mais Ainda a culpa



As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa