auravide auravide

Se não houver amor...

Se não houver amor...
Facebook   E-mail   Whatsapp

Se não houver amor, não viverei plenamente porque desconhecerei a essência da vida.
Não saberei o significado da misericórdia nem da fraternidade.

Se não houver amor, continuarei a descrer do amparo divino.
Acharei o perdão, em muitas circunstâncias, realmente impossível de ser concedido.

Se não houver amor, olharei o semelhante mas sem reconhecê-lo como meu irmão.
Passarei os dias a enumerar as dificuldades de minha existência, incapaz de sentir as bênçãos enviadas pelo Alto.

Se não houver amor, serei detentor de inúmeros talentos, mas ao invés de usá-los para propagar o Evangelho, estarei apenas a iluminar a minha vaidade por onde quer que ande.

Não poderei jamais auxiliar as forças do bem na edificação da Boa Nova, uma vez que não saberei o significado da humildade, da união e do comprometimento.

Se não houver amor, subirei às tribunas e farei belas explanações, porém vazias ao que se refere ao Evangelho.
Serei capaz de escrever magníficas páginas, mas em nenhuma haverá a presença do Mestre.

Se não houver amor, realizarei inúmeros feitos, mas em cada um deles, faltará a base calcada nos ensinamentos de Jesus.

Viverei a buscar pela luz, mas abandonando a Verdade, jamais me libertarei da escuridão.
Se não houver amor, não conseguirei entender os desígnios do Pai e sofrerei imensamente quando for a hora de enfrentar a dor que bate a minha porta.

Caminharei sempre a buscar por respostas, mas apenas adentrarei pelas estradas do engano que nada me responderam...

Se não houver amor, irei me candidatar aos serviços de solidariedade mas apenas nas tarefas onde eu possa estar em evidência, deixando para trás os exemplos que Jesus nos legou.
Pronunciarei minha lealdade ao Pai, mas fugirei ao testemunho nos momentos de sacrifício.

Se não houver amor, direi possuir fé, mas nos instantes de provação, faltará a confiança a me guiar.
Direi também conhecer a importância da esperança, mas me tornarei incapaz de semeá-la nos corações alheios.

Se não houver amor, manterei os braços cruzados alegando dificuldades para exercer o bem.
Não enxugarei uma lágrima, não direi uma palavra sequer de consolo, não aquecerei uma alma nem levantarei quem está caído, usando como sempre, a justificativa de que o tempo me falta.

E se não houver amor, serei capaz de enxergar as mãos do Senhor, mas não de compreender as suas palavras: “ Levanta-te e Segue-me”.

Irei me considerar propagador de seus ensinos, mas jamais poderei ser o verdadeiro discípulo que segue os seus passos...

Porque se não houver amor, Eu apenas enxergarei Jesus Cristo ao longe e jamais como o Eterno Mestre a habitar o meu coração...

E não poderei semear os seus ensinamentos, porque se Jesus é Amor, eu não serei capaz de sentir a sua presença e muito menos, trabalhar em seu nome.

Porque se não houver amor, realmente eu nada serei...

Sônia Carvalho
[email protected]

Facebook   E-mail   Whatsapp




As opiniões expressas neste artigo são da responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros, conforme termo de uso STUM.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa