As Velhas almas estão entre nós...

As Velhas almas estão entre nós... Autor JOÃO LUIZ SPOSITO - [email protected]
Facebook   E-mail   Whatsapp


Bem, queridos leitores, é do auxílio amoroso enviado à Terra neste momento que vou falar. Sim, um número incontável de velhas almas estão atuando desinteressadamente de centenas de maneiras diferentes para aliviar os sofrimentos das pessoas que têm necessidades, dedicando toda a sua energia, tempo e posição terrena para promover o amor universal, amor entre os seres humanos, nos reinos da criação e pela natureza, o bem-estar, a proteção e a saúde futura do planeta em si mesmo.

Embora muitas destas preciosas almas possam não estar conscientes disso, nenhuma dessas preocupações surgiu do pensamento humano terreno, que se dirige exclusivamente para as necessidades egoístas. Essas velhas almas emanam da dimensão da consciência crística, onde todas as coisas vivas são vistas como uma expressão de amor, inteligência da fonte de todo ser.
Essas velhas almas vêm com o objetivo de trabalhar a partir do ponto de vista do amor, porque estão perfeitamente alinhadas e em harmonia com o amor incondicional e a consciência divina.

Essa classe de almas/pessoas sempre estiveram presentes no decorrer de toda a história da humanidade. Porém, de tempos em tempos ao fim e recomeço dos ciclos evolutivos, elas se apresentam em maior número sempre voluntariamente para cumprir sua missão de amor com a humanidade.

Os tempos que vivemos, nesta realidade de uma pandemia como nunca houve antes, sinalizam o fim de um ciclo evolutivo na Terra. Como todo fim leva a um novo começo, é neste momento de transição, tão sofrido, que estas velhas almas especialistas se apresentam em massa.

Essas velhas almas estão posicionadas em muitos setores da sociedade, muitas nem sempre visíveis, elas simplesmente estão aqui, desde moradores de rua a pessoas da classe “A”, líderes ou pessoas tão comuns que passam despercebidas. Porém, elas formam uma corrente forte de apoio à humanidade nesta transição, tão demorada e sofrida para nós, no entanto, tão breve no tempo cósmico de Deus.

Portanto, vamos a partir de agora estar mais atentos ao nosso redor, pois sempre há uma dessas velhas almas perto de nós, nos nossos trabalhos, na nossa vizinhança, em nossas famílias, elas sempre estão prontas para servir, seja com um conselho, um sorriso, um olhar amoroso ou inúmeras outras formas de servir dos quais são exímias especialistas.

Prestemos atenção às mensagens positivas que nos chegam dia a dia, apesar do aparente caos disseminado pelas correntes sombrias que visam ao desânimo da humanidade.

Não estamos sós, a convocação aqui e agora é de espelhar essas velhas almas missionárias, reforçarmos a corrente do bem e aprendermos a servir, primeiro servir para depois ser servido.

A frase preferida dessas velhas almas é:
"Como posso servir? Como posso ajudar?"

Namastê

João Sposito – Brasília –DF
04/04/2020
Texto Revisado


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 56

Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Sobre o Autor: JOÃO LUIZ SPOSITO   
João Sposito, atende em Brasília-DF, Terapeuta em Bio energética(par magnético), Reikiano, cromoterapeuta, espiritualista desde 1998, realiza assessoria espiritual personalizada e aconselhamento. Agendamento de consultas: presencial e a distância, (61) 982247680 whatsapp.,
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.