auravide auravide

A Personalidade com Conduta de Fracasso ou Auto-Sabotante



Muitas vezes a pessoa não consegue ir bem em nada na vida, tudo dá errado pra ela, só pra ela. Ela não percebe mas vê o mundo sempre e somente pelo lado negativo.



Este distúrbio de personalidade, apesar de muito comum, não é oficialmente reconhecido pois não é um distúrbio puro, ou seja, está sempre associado a vários outros distúrbios, o que dificulta sua catalogação. Quase sempre a Conduta de Auto-sabotagem está associada à ansiedade ou à inferioridade, mas nem sempre é assim, pois ela pode se manifestar em várias síndromes.



Na Conduta de Fracasso ou Auto-Sabotagem, o indivíduo sempre opta pelo lado negativo das situações, mas não o faz conscientemente, pois na verdade ele vê o mundo assim mesmo e não enxerga o lado bom das coisas. Ele se acha devedor e sempre deve ser rejeitado pelos outros segundo sua visão de mundo. Muitas vezes o indivíduo acaba por provocar ressentimentos e cólera dos outros que convivem com ele, fazendo com que estes o tratem de forma negativa. Inconscientemente o indivíduo com Conduta de Fracasso sente alguma premiação, ou seja, recompensa psíquica quando os outros o tratam assim.



Um exemplo: um sujeito não cumpre os compromissos que assume com familiares. Isso faz com que os familiares briguem e o desvalorizem e assim o ciclo se fecha e ele está satisfeito psiquicamente, mesmo que se sinta desvalorizado e depressivo por isso.



Muitas vezes uma pessoa entra nessa Conduta por sentimentos de Culpa, agindo assim para "pagar" por alguma coisa que não deveria ter feito a outra, e se auto-culpando, acredita-se não digna de ter sucesso na vida; muitas vezes ocupa cargos abaixo de suas qualificações por não se sentir apto.



Existe também o comportamento da pessoa que estuda, estuda e nunca se acha pronto para exercer uma função. Ligada muitas vezes à timidez ou à insegurança, busca ,na verdade, evitar a possibilidade de frustração, mas na prática acaba se frustrando. No mesmo exemplo pode ser também que a pessoa se sinta, no seu inconsciente, superior aos outros e evita a exposição pois esta levaria à possibilidade de provar que ela não é tão superior assim.



Muitos distúrbios de personalidade podem aparecer associados à Conduta de Fracasso como, por exemplo, as personalidades dependentes que numa perspectiva de promoção no trabalho podem sabotar-se por medo de arcar com responsbilidades. As passivo-agressivas podem atuar fracassadamente para punir um chefe que contava com ela e que ela odeia. A personalidade bordeline ou limítrofe pode sabotar-se por uma súbita dúvida sobre seus desejos e uma brutal mudança de humor. A personalidade evitante pode pôr tudo a perder por simples medo de que se exponha mais às pessoas ou às responsabilidades no novo cargo.



Outro exemplo brutal é o caso de mulheres que apanham do marido e por uma dependência associada, não conseguem abandoná-lo. Ou estas mesmas mulheres que se tornam inválidas por estresse ansioso-traumático inerente à tal situação e que as torna passivas sem tomar uma iniciativa.



O tratamento de tal distúrbio deve ser acompanhado por um profissional psicanalista, pois trata-se de conflitos emocionais e psíquicos inconscientes que geram tais comportamentos e, não raro, estão associados a estados mazoquistas. Outra característica que exige um tratamento de fundo psicanalítico é o de Conduta de Auto-Sabotagem estar associada a um componente auto-imune chamado de componente auto-resistente, tornando o caso difícil e impossível de ser tratado com qualquer outra técnica que vá pelo consciente.



Discute-se muito sobre a denominação correta, se seria Conduta de Fracasso ou Comportamento de Fracasso, mas acredito que a denominação popular "Auto-Sabotagem" já descreve bem a situação.



Se você tem tais sintomas, reconhece-se nestas situações ou convive com alguém assim, procure um especialista para iniciar um processo terapêutico, pois o sofrimento psíquico que o indivíduo vive na conduta de fracasso é "des-humano" mas tem cura.



 
Roberto Gwydion é terapeuta e tarólogo tarologoweb


Texto revisado por Cris



Publicado dia 11/2/2007
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 11



foto-autor
Autor: Paulo Zonta   
Terapeuta e Coaching
E-mail: paulozontaescritor@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa