auravide auravide

A Separação do Casal e os Efeitos nos filhos



Este é um assunto bem polêmico e deve ser tratado com muito cuidado, porém, é um assunto com efeitos muito reais nas vidas de todos nós, dos pais, dos filhos, avós, enfim, de toda a família, de toda a sociedade e temos que lidar com isso de qualquer forma, quer gostemos disso ou não, até porque nos dias atuais o número de pais separados já está bem próximo do número de casais com filhos que vivem juntos.

A proposta deste artigo não é agradar, mas tratar de um assunto sério, muito antigo, atual e comum de forma que possamos refletir nas atitudes de todos os envolvidos e, principalmente pais e filhos, analisando com empatia, colocando-nos no lugar daqueles que sentem as influências diretas das ações que envolvem a separação do  casal, os efeitos nas vidas de todos os envolvidos e  como poderemos melhorar estes efeitos a partir de suas origens, suas causas.

Bem, falar de relacionamento conjugal não é fácil, até porque muitos são os motivos que levam as pessoas a se unirem e também a desfazer esta união. Quando se unem não é sempre por amor que isto acontece, convenhamos que existem uniões movidas pelos mais diversos interesses, por conveniências de todos os tipos, por uma simpatia mútua ou identificação dos estilos de vida e é claro também por amor.

Também as separações ocorrem por motivos diversos, sejam pela falta de interesse de uma parte ou das duas na relação,  seja por decepções de todos os tipos, atitudes incompatíveis com a convivência a dois entre outras motivações.
Bem, é claro que uma separação de casal é um evento muitas vezes traumatizante para ambas as partes. No entanto, quando há filhos envolvidos isso se torna mais sério, mais delicado e é preciso priorizar o bem-estar deles, ainda que acima do bem estar de uma só parte ou das duas.

É preciso entender que, independente dos erros cometidos de ambas as partes um com o outro, isso não deve ser valorizado no convívio com os filhos, porque afinal, para o filho, o pai é o pai e a mãe é a mãe, sempre será assim, se houveram erros entre marido e esposa isso é entre eles porque, entre pai e filho e mãe e filho, estamos em outro universo que não o de um casal e isso deve ser respeitado em favor dos filhos.

A prática da alienação parental infelizmente ainda é muito usada e os efeitos danosos dessa prática são devastadores para todos, filhos, pais, mães, avós, ou seja, todos saem perdendo neste jogo de acusações e valorizações do lado negativo da outra parte perante os filhos, inclusive avós (conscientes) não só podem, como devem ajudar neste sentido orientando positivamente os filhos quanto à pratica negativa da alienação parental na vida dos netos, vamos refletir juntos porque a separação dos pais por si só JÁ é traumatizante e difícil, se adicionarmos alienação parental, isso SÓ irá aumentar o trauma nas crianças.

Os filhos não podem ter a mesma visão do pai ou da mãe, mas tão somente eles têm a visão de filhos, que é o que eles são, o filho vê o seu pai como pai e a sua mãe como mãe, ele não pode ver o pai como marido ou a mãe como esposa, isso não acontece e não pode acontecer.

É preciso minimizar os efeitos da separação dos casais na vida dos filhos, valorizar o lado positivo da outra parte com os filhos é uma boa opção para criar filhos equilibrados emocionalmente e melhor preparados para a vida, se não houver as condições de valorizar o lado positivo, ao menos não valorize negativamente, não fale mal da outra parte, faça isso por seus filhos.

Todos nós sem exceção precisamos estar equilibrados com a energia pai e mãe dentro de nós, como já tratei no artigo: "A IMPORTÂNCIA DE HARMONIZARMOS A ENERGIA PAI E MÃE DENTRO DE NÓS" 
vejam em  https://www.somostodosum.com.br/clube/artigos.asp?id=52945


É preciso entender que os desequilíbrios gerados pela alienação parental são tão devastadores na vida das crianças, muitas vezes de difícil reversão ou reparação e o quanto isso causa de problemas nas vidas delas, nos relacionamentos que elas terão, nas suas vidas profissionais, nas suas amizades, enfim, em todo o universo que aquela criança irá acessar com ser adulto, futuro pai ou mãe, profissional, cidadão e ser humano.

É necessário entender também que criamos nossos filhos para o mundo; os filhos não são propriedade dos pais, de tal forma sabendo que nós teremos que entregá-los ao mundo; vamos fazer isso com consciência e prepará-los da melhor forma que pudermos, nos aspectos físicos, mentais, emocionais e espirituais.

Avaliem, reflitam sobre os efeitos mentais e emocionais que uma alienação parental consciente ou inconsciente pode causar nas vidas das crianças.
Portanto, desculpem-me aqueles corações magoados em seus relacionamentos e que ainda realizam esta prática mesmo inconsciente e que não irão concordar com este texto, mas esta é a verdade nua e crua do que acontece em nossa realidade e quem acha que esta prática faz bem a seus filhos está precisando de ajuda especializada e deve procurá-la antes que seja tarde.
O chamado aqui é para não mais continuar a cometer os atos negativos e mudar, mudar para melhor, entendendo que o amor aos filhos tem que ser maior que a mágoa da separação do casal; o amor próprio tem de prevalecer e a consciência de fazer o melhor para seus filhos e para si mesmo.


Sejam felizes valorizando o amor e a consciência livre, pronta para mudar para melhor sempre.

João Luiz Sposito –  Brasília – DF

Junho 2018


Texto Revisado

Publicado dia 19/6/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstar Avaliação: 4 | Votos: 4



foto-autor
Autor: JOÃO LUIZ SPOSITO   
João Sposito, atende em Brasília-DF, Terapeuta em Bio energética(par magnético), Reikiano, cromoterapeuta, espiritualista desde 1998, realiza assessoria espiritual personalizada e aconselhamento. Agendamento de consultas: presencial e a distância, (61) 982247680 whatsapp.,
E-mail: jlsposito@hotmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa