auravide auravide

Mulher - entre o Sagrado e o Profano

por Silvana Giudice

Publicado dia 1/10/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Nas sociedade pagãs, bravura ou intuição não eram prerrogativas do sexo masculino ou feminino. Homens e mulheres, deuses e deusas guerreavam, caçavam... Homens e mulheres se emocionavam, amavam...

Entretanto, a sociedade patriarcal, tentando manter a exclusividade masculina, além de ter colocado a mulher como principal inimiga, também dividiu valores como sendo exclusivamente masculinos ou femininos. Assim, homens não eram intuitivos, e mulheres não eram competitivas. Homens só agiriam com lógica e mulheres somente com emoção. Não existia nessa sociedade o ser integral, mas o ser dividido.

Lógico, isso? Com certeza, não, e não caberia nos nossos dias. Entretanto, vejo um ponto positivo na preocupação dessas sociedades. Se estávamos incomodando tanto é porque eles também reconheciam a nossa força para se sentirem tão ameaçados.

As mulheres, desde o início dos tempos, eram bruxas, xamãs, curandeiras. O feminino carrega um grande reservatório de energia sutil em seu útero, o que amplia seu poder de cura dos mais próximos aos mais distantes. O poder reconhecido em nosso ventre como centro de nosso poder feminino nos colocava, e coloca, em harmonia com a Deusa Interior.

Lapidando nosso "brilhante bruto", fazemos emergir a simbiose necessária para que a alquimia se manifeste no mais profundo feminino. Não somos só santas... também somos insanas... não somos só imaculadas... também somos profanas... Temos o céu como testemunha de nossa pureza e o inferno a espreitar nossos sôfregos desejos... Reconhecer nosso lado impuro e virtuoso é o que nos torna um mistério para aqueles que buscam desvendar o segredo que carrega o nome de MULHER!

O Sagrado Feminino e esta misteriosa força que existe entre nós, nas mais diferentes formas, faz com que curemos uma às outras.

Abraços carinhosos...

Rosangela Ryor
Silvana Giudice
Visite nosso site para informações sobre curso voltado para a mulher e suas necessidades.
Verithas - Instituto de Desenvolvimento Humano
Rua Emilio Mallet, 314 - Tatuapé - São Paulo
(11) 3586-8885 e 3536-4003


Texto revisado por Cris


Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 14

foto-autor
Sobre o Autor: Silvana Giudice   
Psicoterapeuta Reencarnacionista Numerologia Pessoal- Empresarial- Vocacional Terapia Floral Tarô Aconselhamento Endereço- Tatuapé- proxima Metrô Carrão telefone- (011) 3586-8885 e 98706-0806 Tatuapé- São Paulo mais informações- [email protected]
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa