auravide auravide

O CONHECIMENTO É O FAROL

por Willes S. Geaquinto

Publicado dia 10/3/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


A meu ver, existe uma intenção deliberada, principalmente via mídia, em banalizar feitos e datas importantes transformando-as em meros motivos para estimular, de algum modo, o consumismo. Assim tem sido com o Natal, com a Páscoa e outras tantas datas significativas.
Na semana passada, “comemorou-se” o Dia Internacional da Mulher. Alguns estabelecimentos comerciais distribuíram flores e fizeram promoções ditas especiais para as mulheres, outros ofertaram brindes, alunos de uma universidade foram ao calçadão medir pressão das mulheres e ofertar alguns outros exames, teve show de qualidade duvidosa na praça, e etc. e tal.

Enquanto isso, em diversos locais do planeta, principalmente no mundo dito civilizado, houve manifestações, seminários, etc., onde se debatia e reivindicava-se maior respeito às mulheres, eqüidade de oportunidades, o fim da violência em todos os seus hediondos níveis contra as mulheres de todas as idades e outras tantas questões relacionadas com o resgate da dignidade e da cidadania da mulher. No meu programa de rádio, na sexta-feira, dia sete de março, procuramos elevar o debate da questão feminina, com a participação da Professora Marília Brasileiro e da Diretora Geral da Policlínica Central e militante engajada na luta pelos direitos das mulheres Valma Goulart.
E, em síntese, o que pode ser deduzido dos diálogos é que embora tenham acontecido avanços significativos nas questões relacionadas às mulheres, principalmente em relação à violência com a Lei denominada Maria da Penha, ainda há muito por fazer e lutar. E, com toda certeza, não serão comemorações cosméticas e desprovidas da devida politização que irão estimular a formação dessa consciência.

Para finalizar esta breve reflexão é importante destacar que todo dia é dia das mulheres e dos homens que lutam pela humanização das relações entre todos os indivíduos. E, em se tratando não só da cidadania da mulher, mas, da de todos nós, não há saída que garanta conquistas mais permanentes do que aquelas que se amparam na aquisição do conhecimento que, com a sua força iluminadora, favorece, sobremaneira, a amplitude da visão do mundo interior e exterior, dando clareza aos sentidos e significados de tudo quanto na vida possa ser transformado e renovado pelo ser humano.

Boa Reflexão para você.

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 6

foto-autor
Sobre o Autor: Willes S. Geaquinto   
Willes S. Geaquinto - Psicoterapeuta, Consultor Motivacional. Com método próprio trabalha com a Terapia do Renascimento promovendo o resgate da autoestima, o equilíbrio emocional e solução de transtornos e fobias. Palestras e Cursos Motivacionais(relação de palestras no site). Contato: (35) 99917-6943 site: www.viverconsciente.com.br
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Qual é a sua ambição?
artigo Porque estamos novamente falando da Era de Aquário?
artigo O Universo num Corpo Humano
artigo A noite escura, de são joão da cruz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa