Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Você está preparado para a verdade?

por Flávio Bastos
Você está preparado para a verdade?

Publicado dia 5/8/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Em pleno século 21, o termo "veracidade" não representa apenas uma característica daquilo que contém e expressa a verdade, como nos informa o dicionário. É um conceito imensurável se levarmos em conta o contexto universal, que reúne inúmeras civilizações dotadas de excepcional capacidade de expansão da consciência.

Nesse amplo contexto, a fase planetária que atualmente vivenciamos, de transição para um mundo de Regeneração Espiritual, passa a exigir-nos transparência no sentido do exercício diário da verdade, seja no âmbito íntimo da individualidade ou na abrangência de nossos relacionamentos pessoais que contempla o mundo ao nosso redor.

Cronologicamente, a verdade entendida como instrumento de busca, começou com os filósofos da Antiguidade. Depois, com o cristianismo e o surgimento da ciência, fundamental para as grandes descobertas e invenções. Por último, surgiu o jornalismo, que busca a verdade através dos fatos. No entanto, com o passar do tempo, a busca pela verdade tornou-se uma "meia-verdade", à medida que a verdade dos homens foi corrompida por interesses ligados ao poder e à ganância material.

Nesse sentido, as sucessivas reencarnações do espírito, são uma prova inconteste de que nos comprometemos com a falta de transparência sobre nós mesmos e sobre a realidade á nossa volta. Foram muitas vidas em que a transparência individual inserida num contexto social, foi prejudicada pelas escolhas do livre arbítrio.

A verdade histórica de cada indivíduo, geralmente, é registrada por experiências regressivas que acessam a memória extracerebral, onde fatos, sentimentos e emoções de vidas passadas emergem à luz da consciência. Revelações que provam a falta de transparência que carregamos como um pesado fardo, vida após vida, numa sequência de acontecimentos que nos cegam sobre o propósito da vida, comprometendo o nosso processo evolutivo.

Nessa lógica, as leis que regem a vida inteligente no universo são a nossa referência. Porém, ainda não estamos preparados para entender como funciona essa megaengrenagem que independe de crenças religiosas ou ideologias em geral. Ou seja, mesmo que desconheçamos, é uma Força Maior que nos inspira e estimula a estarmos preparados para as transformações que começam a ocorrer no século em curso.

Iniciamos uma nova época em que a transparência como instrumento de transformação individual e coletiva, será fundamental para acessarmos conhecimentos que impulsionarão potencialidades até então desconhecidas ou reprimidas pelo habitante da Terra.

Caminhamos para uma jornada sem volta, por esse motivo, precisamos nos preparar para vivermos num mundo que começa a curar as feridas de um passado sombrio, e que visualiza no horizonte, os primeiros raios de luz dos novos tempos de significativas mudanças na energia que envolve o planeta.

Nesse caminho, somos inspirados a superar o medo de nos abrirmos para a prática do amor abrangente a todos os seres, em que a verdade será a ferramenta utilizada para desbravarmos o presente em busca de novos conhecimentos que revolucionarão a sociedade humana.

O planeta Terra chegou ao auge de uma energia densa, deletéria, que põe em risco a vida de todos os seres vivos. O egoísmo, o ódio, o orgulho, a prepotência e a ganância chegaram a um nível insuportável, a ponto de gerar organismos invisíveis que podem evoluir no seu aspecto letal através da mutação. Isto é, estamos na linha limítrofe entre um ciclo e início de outro, acompanhado de luz e esperança. Mas, para visualizarmos essa luz e sentirmos essa "presença", urge o desenvolvimento de uma sensibilidade reprimida na maioria de nós e que encontra-se no leque de nossas percepções, que é a percepção suprassensorial.

Podemos abrir esse canal através de preces espontâneas dirigidas à Fonte de amor, verdade, justiça e sabedoria, em que a gratidão, o perdão, o autoperdão e o amor incondicional, sejam instrumento de libertação do passado e abertura para o presente. Uma vez aberto o canal pelo hábito da prece ou da meditação, o contato com o plano elevado se forma verdadeira se praticarmos a transparência no cotidiano da vida, porque nada é aleatório, à medida que tudo segue uma regência de leis universais que independem de nossa vontade.

Portanto, a abertura é o portal para a jornada no rumo da renovação e da expansão consciencial, em sintonia como o novo mundo de Regeneração Espiritual.

Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 55

Sobre o Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa