auravide auravide

ADOLESCÊNCIA SEM TRAUMAS - UMA VISÃO TRANSPESSOAL

por Euckaris Guimaraes Mendes

Publicado dia 13/5/2008 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp




A adolescência sempre foi considerada um período difícil no desenvolvimento do ser humano, com mais desafios do que na infância, criando embaraços para o próprio jovem como para seus pais e todos aqueles que com ele convivem.

Os hormônios que desempenham um papel fundamental na transformação orgânica e na constituição dos elementos secundários do sexo, igualmente interferem na conduta psicológica, fazendo ressuscitar problemas que se encontravam adormecidos no inconsciente profundo, na memória do espírito reencarnado.

Na adolescência, em razão das transformações variadas, antigos vícios e virtudes ressurgem como tendências e manifestam-se, exigindo orientação e comando, a fim de serem evitados novos e mais graves cometimentos morais perturbadores.

Nesse período de transformação orgânica acentuada, o adolescente sente-se na maioria das vezes estranho, inadequado a si mesmo. As alterações experimentadas são tão marcantes que ele perde o contado com sua própria realidade partindo então para o descobrimento de sua identidade de forma estranha, inquieta, gerando distúrbios que se podem acentuar mais, caso não encontre orientação adequada e imediata de um terapeuta especializado em ”Distúrbios da Adolescência”.

Sem uma percepção correta da realidade, isso o conduz a conclusões equivocadas a respeito de ser amado ou não, atraente ou repulsivo, por falta de uma capacidade real para a avaliação. As alterações nos relacionamentos entre pais e filhos propõem necessidade de maior interação e trocas no lar, a fim de proporcionar um desenvolvimento psicológico saudável, quanto intelectual, mais equilibrado.

A harmonia que se deve estabelecer entre o físico e o psíquico, libertando o adolescente da violência existente no seu mundo interior, será conseguida a esforço de trabalho, de orientação segura, de vivências morais e espirituais, o que demanda tempo e amadurecimento, compreensão e ajuda dos adultos, sem imposições absurdas, geradoras de outras agressões que culminam em fugas para as drogas, companhias inconvenientes, violência e até crimes.

Os pais devem compreender que sua atitude agora é de companheirismo, cuja experiência deve ser posta a serviço do educando de forma gentil e atualizada, porque cada tempo tem as suas próprias exigências, não sendo compatível com o fenômeno do progresso o paralelismo entre o passado e o presente - "no meu tempo era assim... quando eu tinha a sua idade... meu pai sempre dizia..." - desde que são muito diferentes as imposições existenciais de cada época. Quando o convívio no lar é caracterizado pelos atritos e discussões sem sentido, a sua visão é de que a sociedade padece da mesma hipertrofia de sentimentos, armando-se de forma a evitar-lhe a interferência nos seus interesses e buscas de realização pessoal. Em conseqüência, torna-se hostil à socialização, em virtude das lembranças desagradáveis que conserva do grupo familiar que passa, na sua imaginação, como sendo semelhante ao meio social que irá enfrentar.

O adolescente, nesse caso, se torna competitivo, desagradável, mesquinho, inseguro, violento, buscando outros iguais que passam a se agrupar em verdadeiros bandos de desordeiros.

A socialização do jovem é um processo de longo curso que se inicia na infância e deve ser acompanhada com muito interesse e cuidado, a fim de que na adolescência, esse desenvolvimento não se torne traumático nem desequilibrante.(Fonte: Divaldo Pereira Franco/Joanna de Angelis)

Os pais não devem se constranger e tardar em procurar ajuda e orientação de um terapeuta, pois os filhos não trazem “manual de orientação”. São diferentes entre si e cada indivíduo é um ser único. A prevenção ainda é o melhor remédio.

Eu posso ajudar você! Conheça meu trabalho... entre em contato por e-mail ou telefone. Visite meu site. Seja bem vindo!

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 10

foto-autor
Sobre o Autor: Euckaris Guimaraes Mendes   
EDUCADORA - PSICOPEDAGOGA - ESCRITORA - TERAPEUTA - PALESTRANTE - PINTORA . CONHEÇA MEU TRABALHO, MINHAS PINTURAS ÓLEO SOBRE TELAS! MEUS ARTIGOS E TERAPIAS! VISITE MEU SITE! AGORA, MELHOR MOMENTO!
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa