Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Responsabilize-se pelo seu relacionamento!

por Berenice de Lara
Responsabilize-se pelo seu relacionamento!

Publicado dia 26/4/2012 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


As pessoas não valorizam ainda corretamente o auxílio que um terapeuta pode prestar ao longo do caminho em que o casamento vai perdendo o rumo inicial.

Mas não adianta levar ao consultório a relação em estado terminal, para que o terapeuta assuma o papel de ressuscitá-la. Via de regra, como isto não funciona, é claro, há uma tendência a dizer que os terapeutas "acabam com os casamentos".

Às vezes, a pessoa não quis enxergar que o outro(a) estava se distanciando, para não ter o trabalho de fazer mudanças. O "contrato" do relacionamento deveria ter sido revisto em suas cláusulas, mas a pessoa não quer ter o trabalho de se modificar. Ela quer que o outro mude apenas. E as coisas decididamente não funcionam assim.

Quando um casal se conhece e vai conversando, os mais variados assuntos são, na verdade, cláusulas não escritas de um contrato que vai valer, caso eles decidam ficar juntos em uma relação estável.

A maneira como cada um gasta seu dinheiro, como se comporta na vida, o que deseja, seus sonhos e aspirações, se prefere morar em casa ou apartamento, se gosta de animais, se quer ter filhos um dia ou não, como o trabalho é visto - como sofrimento ou instrumento de realização pessoal... Enfim, esses e muitos outros temas que se discute corriqueiramente na relação constituem na verdade as cláusulas não escritas do futuro contrato de vida em comum.

As pessoas gostam de se iludir, achando que, se o outro tem condutas inadequadas sob seu ponto de vista, elas o salvarão dele mesmo! A mulher conhece um homem, cuja história de vida é de dívidas constantes. Mesmo detestando esse comportamento, prefere acreditar que, por amor a ela, ele mudará, passando a ser mais responsável com o dinheiro - o que implica, necessariamente, em ser mais responsável com a família.

Daí ele não muda, e ela se desespera, cobrando uma mudança.

Sabemos que é natural que a paixão inicial acalme, dando lugar à construção de um amor mais maduro. Ainda assim, pode acontecer que, ao longo do tempo, as aspirações que o casal tinha em comum deixem de existir. Se a relação foi alimentada com o respeito mútuo, é mais fácil lidar com isto e rediscutir as bases do que é realmente significativo.

Se há condutas abusivas, posições inflexíveis, tudo fica muito mais difícil.

Os terapeutas sabem que um casal recém-casado leva cerca de dois anos para definir o modelo de casamento que terão. Com muita frequência, cada um deseja que prevaleça o seu modelo, que tem a ver com o modelo da família de origem - seja para fugir dele, seja para repeti-lo.

Depois de dois anos, normalmente em uma relação sadia, o casal já traçou sua diretriz e terá criado um modelo próprio, que integra pontos de vista do marido e da mulher.

Mas ainda assim, ocorrerão situações em que as bases desse contrato firmado quase sempre de forma não muito consciente, precisam ser mudadas, para que o casamento continue sendo bom.

Esperar que as tensões atinjam um nível insuportável para apenas então procurar ajuda do terapeuta é um desastre ou algo muito perto disto.

Quais são as situações-limite?
Traição recorrente, irresponsabilidade financeira, imaturidade emocional de um dos dois, com comportamentos inadequados para a fase de vida em que estão, problemas com alcoolismo ou drogas e suas consequências devastadoras para a família, são algumas das questões que fazem com que normalmente um dos parceiros deseje a ajuda profissional. Nesses casos, o outro vai de reboque, meio a contragosto.

Claro que a dificuldade então é muito maior para se chegar a um acerto, do que se o casal tivesse lidado com os problemas ao longo dos anos.

Em terapia familiar, podemos criar campos de compreensão muito mais abrangentes do que quando apenas um dos membros da família está em terapia.

As essências vibracionais podem ser de grande ajuda, seja no percurso inicial, seja na fase "moribunda" do casamento e as considero um importante auxiliar dentro da terapia.
As essências de Azurita com Malaquita por exemplo, permitem que haja energeticamente uma disposição para se rever o que precisa ser ajustado na relação, para que não haja uma ruptura.

Mudar para que as coisas possam permanecer as mesmas. Ou seja, mudar as bases do contrato, flexibilizar pontos de vista, enxergar o que é fundamental e descartar o que não serve mais, para que seja possível dar continuidade ao casamento em outras bases sadias.

A essência do cristal Berilo traz maior consciência das críticas destrutivas que precisam ser evitadas, permitindo que o pré-julgamento não prevaleça na comunicação.

Madeira Petrificada traz à tona problemas que podem não estar claros, permitindo a compreensão da causa do problema e flexibilizando a mudança de postura requerida.

Às vezes, a pessoa conhece o seu problema, mas não se sente com força para modificar qualquer coisa. Nesses casos, a força interior pode ser alcançada com o uso das essências vibracionais.

Muitas outras essências dão suporte à correção do rumo das relações afetivas e um bom terapeuta floral saberá escolher o que é melhor para cada caso. Porém, acima de tudo, é preciso que cada um se responsabilize pelo relacionamento, porque nós nunca mudamos o outro, muito menos o terapeuta!

O que se deve esperar é encontrar clareza nas situações, força para promover as mudanças e determinação de continuar investindo naquilo que vale a pena, em outras bases.

Quando um muda realmente, o outro tem que mudar, porque o ponto de sustentação da relação- ainda que disfuncional - mudou. Se você quer experimentar algo diferente daquilo que está vivendo, não faça repetidamente o que vem fazendo há anos. Isto é falta de bom senso.

Dê uma chance a si mesmo, promovendo a mudança dentro de você, sem medo. E com certeza novas perspectivas surgirão.

Texto revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 17

Sobre o Autor: Berenice de Lara   
Terapeuta floral com pós graduação pelo IBEHE/UERJ e sintonizadora do sistema de essências de cristais e flores Florais de Lara-Dharma. Autora dos livros Elixires de Cristais Novo Horizonte da Cura Interior, A cura dos chakras com cristais, entre outros. Atendimento online pelo Skype e preparo de sua fórmula pessoa"
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Mensagem Para A+Cor+Dar
artigo Desacelerar
artigo Será que a mãe ou o parceiro abusivo sabe o que está fazendo?
artigo A estrela e a canção: Presentes de Brahman

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa