Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

A Aceitação

por Maria Cristina Tanajura
A Aceitação

Publicado dia 10/9/2009 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Apesar de vivermos as mais diversas situações, em que ficou muito claro o fato de não termos controle sobre os acontecimentos de nossas existências, como é difícil a gente aceitar a negativa que a Vida nos dá, quando estamos sonhando com alguma coisa que tinha tudo para acontecer... Mas que não acontece!

No ritmo acelerado em que vivemos, é quase um milagre que algum plano dê certo. Pois cada acontecimento, para se realizar, depende de um sem número de circunstâncias, de muitas pessoas... Enfim, precisamos aprender a aceitar a verdade – A Vida é realmente soberana e é necessária muita flexibilidade para não nos quebrarmos ao vento dos temporais que nos açoitam constantemente.

E os nossos sonhos? Momentos que antecipamos viver e que em um dado instante desaparecem como bolhinhas de sabão, sem muitas explicações. Mas é preciso sonhar! O difícil é desistir de desejar, quando a Vida teima em nos negar.

Seria mais sábio nos deixar levar, de acordo com a força da maré, com a direção da correnteza. As frustrações seriam muito menores, certamente. Mas, eu me pergunto: que sentido teria uma vida assim? Andar às tontas, sem saber para onde se está indo, sem uma direção, sem finalidade, sem uma meta? Não, seria muito vazia esta caminhada. Preciso querer e trabalhar para que o que desejo aconteça – mas também preciso aprender a aceitar as inúmeras vezes em que não consigo chegar onde almejava, sem raiva, sem tanta tristeza, sem ficar deprimida. Não é fácil, eu sei. Acho que todos nós o sabemos, pois acontece com todos, um dia, muitas vezes.

Aceitação, palavra de conteúdo difícil de ser vivido. Mas de uma grande sabedoria. É vizinha e amiga da renúncia, outra que não é fácil de ser encarada. Ambas retratam para nós uma verdade inquestionável: não somos seres isolados e o bem do Todo é gerenciado pela Vida e por isto, muitas vezes ela nos nega, num momento, o que não nos pertencia mesmo, desde o início. Como não temos esta visão da totalidade, não podemos compreender este complexo bailado, ou este imenso jogo de xadrez, em que cada jogada interfere na posição de todas as outras peças do tabuleiro.

Assim, acho que preciso sonhar, trabalhar para chegar onde desejo, mas também é bom que eu saiba aceitar os “nãos” que recebo do Universo, pois quem sabe lá na frente eu chegue a entender que, afinal, foi tudo muito melhor assim?

E quando finalmente aceitamos a Vida como ela é, apesar do sofrimento que o viver encerra, crescemos muito. Pois passamos a ter a humildade de nos reconhecermos muito pequenos diante do imenso Universo, que se move o tempo todo, do qual fazemos parte, cópias únicas, mas que precisa se movimentar em harmonia, para não se desequilibrar e desaparecer...

Existe uma ordem cósmica, inerente ao viver! Nela estamos inseridos, tenhamos ou não consciência disto e demos a ela o nome que quisermos. Quanto mais procurarmos aceitá-la, mais felizes seremos. Aceitação é assim, um atestado de sabedoria e compreensão.


Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 180

Sobre o Autor: Maria Cristina Tanajura   
Socióloga, terapeuta transpessoal.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa