auravide auravide

A alienação das drogas


Facebook   E-mail   Whatsapp

Hoje, estava saindo do estacionamento e tinha uma menina, que devia ser adolescente, suja, sentada no meio fio com as mãos na cabeça. Eu passei por ela e na volta ia perguntar se ela estava se sentindo bem, mas percebi que ela estava totalmente alheia a tudo o que se passava ao redor. Resolvi perguntar para o dono do estacionamento se ele conhecia a moça. "É nóia, dona! Por essas bandas, sempre aparece uns nóias. É uma tristeza. A família não consegue lidar com eles, já nem quer mais por perto e deixa por aí. A gente tenta ajudar, mas drogado tem que querer ser ajudado, senão, não dá. É tanta incomodação q não vale a pena insistir".

Eu me pergunto como que um ser humano se deixa envergar por esse caminho. Estacionado no tempo, seu oxigênio são as drogas. Não come, não bebe, não dorme, não vive, um autêntico zumbi. Chega a um penoso primitivismo que nem as suas necessidades de sobrevivência são atendidas.
A vida dessas pessoas deve ser tão insuportável que a droga para elas é uma passagem para uma realidade prazerosa, um escorredor para um mundo de torpor, de ausência de consciência, do sentir, das emoções. Acreditam que as sensações físicas que advém da droga são um elixir balsâmico para as suas dores. Mal sabem elas que, na verdade, é um veneno corrosivo, que as matará, nem tanto a conta gotas, algumas vezes, como o crack, é em pouco tempo mesmo que vão à falência física.

O vazio interior é uma das maiores pragas da atualidade. Não saber o que fazer consigo mesmo, não se conhecer, não se amar, não se entender, traz problemas gravíssimos para a pessoa em questão e para a sociedade também. Saber-se importante para si e para os outros, pertencente ao habitat, integrante da natureza, um filho de Deus, é um importante passo para começar a se enxergar como um ser humano digno de viver plenamente e com saúde. Compreender que elas são importantes, sim, para a sociedade, que uma ação delas afeta uma comunidade inteira.
É preciso preencher o vazio interior com valores, com ações positivas, olhando-se com mais amor e afeto, as drogas não atrairão. Estando o lugar ocupado, não haverá mais espaço para esse mal da humanidade.
Que esses jovens recebam o amparo necessário físico, psicológico e espiritual para que consigam mudar suas vidas, saindo da alienação das drogas. Jovem sadio, futuro idem.

Blog: link Isadora



Texto revisado
Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 3


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Claudia Isadora Fernandes de Oliveira   
BLOG: http://claudinhaisadora.com.br
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa