auravide auravide

Os órgãos excretores e os fatores de intoxicação


São cinco os nossos principais órgãos excretores, e os fatores físicos que os intoxicam pelo acúmulo que são:

PELE - Sabonetes alcalinos, cremes de beleza e desodorantes. A maioria das substâncias aplicadas sobre a pele inibem a respiração cutânea. Assim atenção para com aquelas fórmulas que são mais neutras, naturais e fitoterápicas. Corantes e muitos aditivos químicos não são benéficos.
Evite usar roupas feitas com tecidos sintéticos, pois eles perturbam o controle térmico natural, a circulação sangüínea subcutânea, a transpiração e o equilíbrio eletrostático.

PULMÕES - Poluição atmosférica, Fumaça de cigarro, Bloqueios emocionais (eles diminuem a amplitude e ritmo respiratório), Falta de atividade física (estímulo natural da respiração) e Alimentos industrializados (muitas destas substâncias nocivas são eliminadas pelo ar que expiramos e pelas mucosas respiratórias).

FÍGADO - Álcool, Fumo, Café, Chá (exceto os de ervas), Cacau, Excitantes, Açúcar branco e Alimentos refinados, Produtos químicos sintéticos ou naturais em excesso, excesso de gordura animal, alimentos industrializados (o fígado é a "grande usina de purificação" encarregada de neutralizar as toxinas alimentares).

RINS - Sal, Falta de água, Produtos químicos e Alimentos industrializados.

INTESTINOS - Os mesmos que intoxicam o fígado e levam à Prisão de Ventre, pois ela provoca a reabsorção das toxinas provocando uma intoxicação mais grave e até envenenamento.
Some-se o fato de que qualquer estimulação permanente e excessiva irá diminuir as funções desses órgãos. Podemos incluir além dos fatores físicos citados acima: barulho e luz muito forte, cores berrantes, formas agressivas, odores e sabores artificiais e contato exagerado com sintéticos.

Todos esses estímulos externos provocam um estado de estresse que perturba nossas funções fisiológicas. Quanto mais violentamente o corpo é estimulado durante o dia, maior o tempo que ele irá necessitar para eliminar e se regenerar.

As funções de eliminação atingem o seu máximo durante a segunda metade da noite e terminam no início ou no meio da manhã. Ou seja, quanto mais intoxicado o organismo está, maior será o mau estar ao acordar. Trata-se de uma série de sintomas provocados pelo esforço dos órgãos excretores para se livrarem do excesso de toxinas:

Sintomas Mentais
Mente confusa, sensação de estar perturbado, embaralhado, raciocínio lento, memória falha e indecisão geral.

Sintomas Emocionais
Sensação de canseira (vai mais cinco minutos no despertador, e, mais cinco, e ...), depressão, choro fácil, desespero fácil, falta de ânimo, mau humor e ansiedade.

Sintomas Físicos
Pálpebras inchadas ou coladas, olhos vermelhos, escleróticas amarelas, visão turva, necessidade de assoar o nariz, nariz entupido, boca pastosa ou seca, língua coberta por uma placa branca ou amarelada, vontade de tossir e de cuspir, mau hálito, dor no couro cabeludo, dor de cabeça, de estômago, de barriga ou de outras partes do corpo, corpo pesado, rigidez e fraqueza nas articulações e músculos, problemas de pele e cabelos, cansaço geral.

Todos esses sintomas - que correspondem à sobrecarga da eliminação, e a um início de intoxicação geral - desaparecem em alguns instantes se tomamos um estimulante qualquer (café, chá preto, álcool, fumo, comida).

Todos os estimulantes - ou o simples fato de comer - bloqueiam os mecanismos de eliminação. A sensação de melhoria é imediata, mas para complicar, as funções excretoras são interrompidas antes que sua tarefa cotidiana tenha sido finalizada. As toxinas não eliminadas - ou precariamente eliminadas - serão reabsorvidas e se acumularão, dia após dia.

Ao levantar da cama pela manhã, o ideal seria tomar apenas água à temperatura do corpo, ou um suco desintoxicante. Esperar o fim dos sintomas de eliminação, e só começar a ingerir alimentos quando surgir a fome verdadeira.

COMO NASCEM AS DOENÇAS
Quando um órgão de eliminação está sobrecarregado, o corpo aumenta as funções dos outros órgãos excretores. Se isso for insuficiente, ele avisará o "proprietário" do corpo, através de sintomas cada vez mais intensos. Se os avisos ficam sem resposta, crises de eliminação irão surgir.

A maior parte das inflamações e infecções são esforços do organismo para se livrar das substâncias nocivas que se depositam nas suas células e nos espaços intercelulares.

Vírus e bactérias não são agressores externos que atacam o organismo "por acaso". Seu papel é super útil, desde que os mecanismos de auto-defesa do corpo estejam prontos para bloquear e controlar a sua ação.

Se as doenças agudas são abafadas por terapias supressivas (a maior parte dos tratamentos sintomáticos químicos bloqueiam os mecanismos de eliminação, proporcionando um bem estar imediato, sem assegurar uma verdadeira cura) ou, se o organismo está tão intoxicado e enfraquecido que não consegue mais se recuperar por crises de eliminação - aparecem as doenças crônicas.

Elas representam o esforço do organismo para confinar as toxinas a locais delimitados (como os abcessos de fixação) e para manter abertas algumas válvulas de segurança para a eliminação (como as úlceras que não cicatrizam).RAZÕES PARA DESINTOXICAR-SE

Aprendendo a nos desintoxicar descobriremos os segredos da saúde plena. Aprenderemos a prevenir doenças e a evitar os estimulantes artificiais, que mascaram tudo com a falsa idéia de gerar prazer.

Quanto melhor nos sentimos, mais procuramos meios naturais para nos equilibrarmos (sol, água, alimentos vivos, atividade física, lazer, respiração, etc.). Recorrer às drogas que causam dependência e arruínam a saúde não pode ser considerada uma atitude espiritual.
Quanto mais intoxicados estamos, mais precisamos de estimulantes - cada vez mais fortes - para "manter" o equilíbrio.

Qualquer desequilíbrio em nosso corpo físico, muda nossa disposição e provoca distúrbios emocionais. Qualquer emoção provoca uma descarga de adrenalina no sangue (reação ao estresse). Isso cria um bloqueio das funções de eliminação do corpo, elevando o nível de intoxicação e agravando os distúrbios emocionais.

Esse círculo vicioso é interrompido assim que usamos um processo de desintoxicação - precioso meio preventivo e curativo de numerosos desequilíbrios psíquicos.

Muitos distúrbios, que à primeira vista parecem ter apenas causas psicológicas, são transformados pelos processos físicos de limpeza do organismo. A cura de diversas doenças psiquiátricas graves, freqüentemente consideradas incuráveis, mostra isso.

Qualquer intoxicação do corpo, e qualquer distúrbio emocional provoca uma diminuição das funções cerebrais. Todo mundo sabe como é difícil raciocinar com clareza após uma refeição pesada.

Descobrir o efeito positivo da desintoxicação sobre as faculdades mentais é apaixonante. A concentração, a memória, a capacidade criativa e intuitiva ficam extraordinariamente aguçadas.

Eu sempre afirmo, intestino preso, corpo intoxicado emburrece. Em contrapartida, um corpo desintoxicado fica mais inteligente. Na verdade, um corpo em harmonia é sinal de espiritualidade.

Todas as grandes religiões da história instituíram períodos de descanso do organismo (Shabat, Ramadã, Quaresma, jejum ritual) para assegurar a boa condição física durante o ano e criar momentos privilegiados para a vida espiritual.

As técnicas de desintoxicação são instrumentos valiosos para nos libertarmos do condicionamento educacional, dos hábitos sociais nocivos para a saúde, das emoções desequilibradas, dos preconceitos e da intolerância.

A experiência individual é insubstituível quando se trata de aprender, sem fanatismo, a manter a forma física, a equilibrar a vida emocional, a ampliar nossa consciência espiritual.

Os hábitos agradáveis, a refeição saborosa e os pequenos prazeres não devem ser obrigatoriamente abolidos para sempre. Não há como obter saúde com atitudes de disciplina espartana, mas por uma sucessão de adaptações sábias.


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 3


trucom
Conceição Trucom é química, cientista e escritora sobre Alimentação Baseada em Plantas, considerada como Alimentação do Futuro: vitalizante e regenerativa.
Portal: www.docelimao.com.br
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Corpo e Mente clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa