auravide auravide

Lei da Atração IV


Para que efetivamente tenhamos condições de Atrair coisas boas, precisamos nos preparar. Nos textos anteriores procuramos demonstrar, entre tantas, uma forma para se criar uma base para nos qualificarmos.
De todas as coisas tidas como importantes, para mim, o que tem efetivo destaque é o controle de nossas emoções. São elas as grandes vilãs, ou aliadas, de nossos afetos, conquistas ou desafetos e perdas.

Esta também é a minha batalha nesta encarnação, afinal estou humano e como tal sujeito a todas as benesses e dificuldades de uma encarnação que procuro seja evolutiva. Quero, de todas as formas e maneiras, ser um indivíduo qualificado a colher e receber de volta a qualidade do que plantei. Mas me qualificar procurando não ser merecedor.
Ser merecedor é aquele individuo que se qualifica com dor.
Merecer com dor significa que precisamos pagar um preço para se obter alguma coisa. Viver com sabedoria é nos permitirmos chegar ao ponto que pretendemos, sem termos que fazer sacrifício.
Sacrifício é, verdadeiramente, um sacro ofício. Tudo que é sacro não necessariamente quer dizer que é sagrado, pois na realidade, sagrado, no meu entender, é aquilo que tem valor absoluto. Para algumas religiões tem outro significado. Faz parte de seus dogmas.

Para mim, insisto, sagrado que dizer que precisei dispensar o meu máximo esforço. Coloquei tudo o que tinha de qualidade mental e física para chegar ao ponto para o qual havia me determinado ir.
Portanto, na realidade devo procurar Merecer e para tanto é fundamental que possamos policiar as nossas fraquezas e emoções durante o plantio, durante a determinação do objetivo que quero ou preciso alcançar.

Na Lei da Atração, para que efetivamente funcione a nosso favor, é preciso que o merecimento também esteja qualificado. Assim, a diferença entre conseguir - ou não - alguma coisa, está diretamente relacionada com o COMO FAÇO.
O respeito a mim e ao Universo, a elegância e a ética que aplico em minhas atitudes, são fatores que determinam a minha colheita.

Fazer tudo por dinheiro é um equivoco. A riqueza material também se vai. Só fica a riqueza mental.
Fazer, esquecendo do preço que as pessoas envolvidas podem pagar por isso, é outro equivoco. Envolver a todos, só para meu exclusivo beneficio, é um equivoco ainda maior.
Enganar é receber a pena dobrada. Existem penalidades que criamos para nós que podem chegar, na Lei do Retorno, em dobro.
Só por conhecer esta Lei do Universo estaríamos obrigados a ter uma boa conduta, certo? Assim precisamos saber como nos qualificamos para que possamos efetivamente colher o que pretendemos.

Espero que meu merecimento venha aplicando corretamente o meu conhecimento. Para isso que seja merecimento... Jamais com dor para que me torne um merecedor. Atrevo-me ainda a dizer quem um é fortemente positivo - merecimento - e o outro negativo - merecedor.
Assim é vital que não sejamos merecedores, mas que tenhamos merecimento.

Boa colheita.
Sei que nos veremos... logo.
Beijo na alma



estamos online

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


Leia Também

Lei da Atração III

Lei da Atração V




saul
Saul Brandalise Jr. é colaborador do Site, autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Visite o Site do Autor


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.

auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa