Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade

As "metades" se encontram para o ato de complementação pelo parceiro

Publicado dia 8/4/2000 10:39:52 AM em Psicologia

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Desejamos atingir o ESTADO ETERNO DE COMPLEMENTARIEDADE E SACIEDADE, ainda que ele, há pouco tempo, nos parecesse inatingível e impossível.
Rimos com desdém dos descrentes, fazemo-nos de surdos para a voz da razão e para os conselhos dos mais experientes. É a NOSSA HORA de errar ou de acertar, não havendo para isto, substitutos à experiência propriamente dita. Queremos vive-la de modo pessoal e preferimos, com todo o ardor de que formos capazes, descortinar um horizonte só de plenitude, só de realização.
Muitos fantasiam este encontro como um abraço tão completo com o outro que, de algum modo, não se possa dizer quem é quem... Queremos, nesta hora, matar as diferenças, acreditar que somos iguais, que pensamos magicamente as mesmas coisas e acreditamos nos mesmos ideais; os quais - sem qualquer sombra de dúvida - compartilharemos integralmente.
Tanto no sentido positivo - quando nos dá prazer - quanto no sentido negativo - quando nos envolve em dor - em ambas as situações, o que não dá para evitar é a sensação de intensidade, a perda momentânea
(de preferência) do poder de decisão ou de escolha consciente.
Riscos existem, quem está realmente vivo tem que correr riscos ou então arranjar um jeito de contentar-se com uma vida sem grande intensidade e sem muita aventura.

por Luís Vasconcellos


Leia Também

Dinâmica energética da paixão (1)

A escolha do parceiro é inconscientemente estabelecida

A consciência pode ser "possuída" por forças do Inconsciente


Obrigado por votar

O artigo recebeu 1 Votos

Gostou?   Sim   Não  

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp

Consulte grátis

Mapa Astral   Tarot   Numerologia  


Sobre o autor
Luís Vasconcellos é Psicólogo e atende
em seu consultório em São Paulo.


Email: luisvasconcellos@hotmail.com
Visite o Site do Autor

Veja também
Vencendo os problemas
Quando vai haver algo de realmente novo em você?



Continue lendo
Quando vai haver algo de realmente novo em você?
Como enfrentar e superar as adversidades que a vida nos propõe?
Quem leva quem?
O ópio do povo

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa