auravide auravide

A alma é livre

por Renata Cibele Lima

Publicado dia 30/3/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


A alma sente felicidade em tudo. Acredita que todas as coisas não são melhores ou piores, são apenas diferentes. Compreende que existem diferenças e as aceita. Através dessa atitude é capaz de viver a sensação de liberdade, pois está livre de fazer julgamentos. Assim, torna-se sem preconceitos. Como está desprendida de conceitos não se envolve com os princípios pessoais dos outros. Segue seu próprio caminho.

A alegria da alma vem da capacidade de viver sem roteiros definidos, sem qualquer tipo de planejamento. Ela sente a vida em cada segundo e aproveita as oportunidades que aparecem a cada momento. Sua força está na habilidade de inventar e reinventar para resolver possíveis conflitos quando em contato com outras almas.

A alma vive no mundo das possibilidades e descobre todos os dias o poder da transformação. Vive dentro da matéria, portanto, consegue materializar os sonhos. Anima o ser e faz com que a realidade esteja de acordo com o mais profundo de seus desejos. Para ela, a vida é sempre fascinante e repleta de oportunidades. A alma sabe que o homem complica as coisas, em vez de deixar que o coração o conduza na melhor solução. Ela tenta alertá-lo dando um aperto no peito e fica feliz quando percebe que sua presença amorosa foi reconhecida.

O coração é o abrigo da alma e possui sabedoria própria. É fácil reconhecer quando o homem age de acordo com a vontade da alma, pois seu coração bate mais forte de emoção e o corpo aquece diante de uma escolha ou de alguém. Os olhos que são as janelas da alma ficam com um brilho especial, parecendo duas estrelas cintilantes. Os lábios tornam-se mais vermelhos e se abrem em um largo sorriso. Todo o corpo adquire mais vida. Os sentidos ficam mais aguçados e prontos. É a vida querendo acontecer através do ser.

Todos os dias o amor pela vida faz com que a alma permaneça repleta de energia. O amor é o combustível.

A natureza é sábia, pois criou o homem para amar e se recarregar diariamente com o poder natural do amor. Basta que seja aceita esta capacidade que é inerente em todos os seres humanos desde o momento da fecundação.

O amor é vida e gera vidas. Cria, transforma e alimenta a continuação do mundo.

A alma que é o ancoradouro do amor infinito abastece a usina geradora da vida: o coração! A alma é livre. Ama sem perguntas e respostas. Simplesmente... ama.

Abraço.

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 193

foto-autor
Sobre o Autor: Renata Cibele Lima   
Renata Cibele Lima é Escritora, Arte-Educadora, Artista Plástica, Pesquisadora e Consultora em Desenvolvimento Humano.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa