auravide auravide

Um dia de cada vez


Primeiro: use seu senso de coerência e afirme diariamente "posso a todo momento tomar atitudes coerentes".
Segundo: compreenda, supere e sinta significância pelos seus compromissos.

Muitas pessoas me escrevem sobre suas dificuldades de transformar seus maus hábitos alimentares e de vida. Algumas, inclusive, depois de ler vários textos do site, pedem que lhes envie um cardápio.

Isso não é possível, pois o apetite é um fenômeno orgânico: pessoal e intransferível. Um cardápio é algo que despende enorme energia do profissional na sua confecção, mas para quem o deve praticar, desde o primeiro dia, tem um gosto amargo de desprazer. Pois é o organismo de cada um quem dita as suas necessidades diárias. E, quanto mais desintoxicado, mais claro e urgente se torna este ditado nos ouvidos do seu coração: ímpar e variável a cada novo dia.

Diante desta premissa, exponho abaixo um texto maravilhoso, porque amoroso, da Ro Kupfer, que fala exatamente do passo-a-passo "orgânico-espiritual" dos novos hábitos alimentares e de vida. Que cada um vai dando, no seu ritmo de amor e purificação.

Sou do tipo que não gosta de alguém me ditando regras. Leio, escuto, observo. Estudo, pratico, aprofundo via-experiência e mais leitura. Observo-me e sinto as mudanças, as falas do meu organismo e Ser.

Se cada um se comprometer com um passo BEM DADO de cada vez, será o próprio organismo, cada dia mais desintoxicado, inteligente e respeitado, quem lhe inspirará seus novos hábitos daquele dia, daquele superar verdadeiro.

Bem, não acredite em cardápios feito por outros. Construa sua alimentação usando o observar-se e a coerência do: um dia de cada vez! E nada de ficar lendo, lendo e lendo. Sentiu que é interessante? É coerente? Então, ponha as mãos na massa e pratique, experimente, aprenda vivenciando!

O grande motivo para nos tornarmos vegetarianos é o fato de a carne ser constituída de muitas toxinas e de ter uma digestão dificílima, fazendo com que o estômago produza uma quantidade de ácidos que não serão eliminados totalmente, causando acidez e acumulando-se nas articulações, o que pode ocasionar artrite, gota, enrijecimento das juntas. A gordura animal saturada é responsável pela arteriosclerose; a adrenalina, pela excitação nervosa excessiva, o que danifica o sistema nervoso, cardiovascular etc.

Se a carne causa tantos problemas, como pode ser considerada um dos alimentos vitais para o homem? Este alimento é o corpo de um animal morto, cujo tecido, que é constituído de proteínas, é diferente do nosso. Se ingerimos a proteína do boi, durante a digestão esta será desdobrada em aminoácidos e estes serão utilizados para formar as nossas proteínas, o arcabouço dos nossos tecidos, que são diferentes dos de outros animais. O que importa, na realidade, são os aminoácidos, e no reino vegetal encontramos todos aqueles de que necessitamos. O que precisamos realmente é aprender a usar as proteínas vegetais que foram praticamente excluídas da alimentação moderna.

Por que nos alimentarmos de um animal morto? Se prestarmos atenção no cheiro e na aparência da carne crua (sem as cebolas e outros temperos vegetais usados para tornarem o paladar agradável) chegaremos a sentir náuseas. E procuremos comparar com o perfume, o sabor e o colorido natural das frutas que, em vez de encherem o organismo de toxinas, limpam-no totalmente.

Devemos deixar o corpo livre de quaisquer resíduos, pois estes vão se acumulando cada vez mais e tornando o corpo mais cansado e envelhecido, sendo esta a principal causa de muitas doenças. Um acúmulo muito grande de toxinas que exigem um trabalho intenso para serem eliminadas. A primeira coisa a ser feita é uma mudança de hábitos, seguida de uma alimentação depurativa.

Se conseguirmos usar alimentos naturais, já evitamos a ingestão de uma boa dose de químicos que são prejudiciais ao bom funcionamento orgânico, mas devemos escolher bem os produtos naturais, porque existem muitos produtos falsos no mercado. Ao corpo ninguém engana, por isso devemos observar se o alimento tem um efeito positivo no organismo; sendo assim, ele deve ser utilizado.

Na renovação dos nossos hábitos, não devemos ter pressa e sim fazermos uma transição gradativa para que os resíduos sejam eliminados sem causar mal-estar como dores de cabeça, náuseas, "pruridos" ou sintomas semelhantes a alergias, odores fortes, que são reações do organismo ao expulsar as impurezas, ao limpar o sangue, os músculos, os órgãos internos. Após esta limpeza, nossos olhos se tornam mais claros, a pele fica macia com a umidade natural, os cabelos mais fortes, as gengivas e a língua mais limpas, os aparelhos digestivo e circulatório funcionam de forma equilibrada, há necessidade de menos horas de sono, há ainda redução do stress, do colesterol e muita vitalidade no dia-a-dia. E sem deixarmos de saborear pratos deliciosos e com novos sabores!

Você deve fazer a partir daqui uma programação organizada para o seu dia-a-dia, facilitando a prática dessa linha de alimentação que é possível mesmo para quem tem uma vida social intensa ou para quem passa o dia fora de casa, fazendo refeições ligeiras. É muito importante fazer uma pesquisa do que há disponível perto do seu trabalho e sempre será possível selecionar o que existe de mais saudável numa cantina, bar ou restaurante. É muito fácil ser vegetariano, ao contrário do que se pensa. Sempre podemos encontrar frutas de todos os tipos, saladas e vegetais diversos, amendoim, castanha, cereais integrais como aveia ou trigo usado na comida árabe (tabule) e podemos até mesmo usar a criatividade para elaborarmos novos pratos com a ajuda do maitre, possibilitando uma variedade maior na alimentação, o que é muito importante. Fora a quantidade de restaurantes vegetarianos que temos à disposição. E existe ainda a possibilidade de reservarmos um horário para prepararmos nossa própria refeição, no caso de não termos uma pessoa para fazê-la.

Ao utilizarmos alimentos integrais, poderemos executar pratos simples e muitíssimo saudáveis. E se prestarmos atenção, retirando apenas as carnes (peixe, frango, boi etc.), tudo se torna vegetariano.

Aqueles que já passaram por um processo de desintoxicação, ou seja, já começaram a colocar as mãos na massa, observam cada vez mais fácil e rapidamente as suas necessidades e combinar melhor os alimentos de forma que ajudem o trabalho do organismo, satisfazendo-se com o mínimo necessário para mantê-lo vivo e saudável.Fazendo uma revisão dos sistemas alimentares é exatamente aquele processo que passamos, à medida que o corpo vai se tornando limpo: ao eliminarmos qualquer tipo de carne, teremos necessidade de ingerirmos mais ovos e principalmente leite, iogurte, queijos em quantidade (ovo-lacto-vegetarianismo).

Após algum tempo, sentiremos a digestão do ovo pesada e demorada e gradativamente reduziremos o seu uso até eliminá-lo (lacto-vegetarianismo).

Continuando a autopesquisa, poderemos perceber que os laticínios ainda deixam resíduos acumulados nos músculos, articulações e sangue e produzem um muco que se acumula nas paredes dos órgãos, sendo este um meio próprio para a cultura de vírus e bactérias. Através da própria conscientização, reduziremos a necessidade de laticínios até não precisarmos mais deles (vegetarianismo puro).

E, assim, descobriremos o tipo de alimentação ideal, que varia muito de pessoa a pessoa: aquela que nos satisfaça plenamente! Lembrar sempre que cada refeição deve ser muito agradável e prazerosa. Se isto não estiver acontecendo, tem algo errado!

Na realidade, esta transição é mais necessária para as pessoas que têm muita dificuldade em deixar de comer carne e derivados animais. Enquanto que para outras pessoas, que já têm essa tendência, basta parar de comê-los, porque não faz a menor falta para o organismo. Aliás, ele agradece!

Obs.: E, para aqueles que buscam mais consciência espiritual e ecológica, estes tempos da transição podem ser muito rápidos. Um exemplo: ainda que exista a vontade de consumir leite e derivados, a substituição pelos leites de sementes germinadas está ao alcance de todos. Ver link abaixo.

Quanto aos sintomas de desintoxicação, estes são perfeitamente suportáveis e não duram muito tempo, sendo que isso vai depender da sua atividade física. Quem pratica esportes, elimina em menor tempo estas toxinas e é muito provável que tenha como sintomas: corpo mais leve, maior resistência e agilidade!

Texto extraído do livro: Alimentação Light - Ro Kupfer - Editora Ícone




estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Gostou?   Sim   Não  
starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1


trucom
Conceição Trucom é química, cientista e escritora sobre Alimentação Baseada em Plantas, considerada como Alimentação do Futuro: vitalizante e regenerativa.
Portal: www.docelimao.com.br
Visite o Site do Autor

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Corpo e Mente clicando aqui.


Veja também

As opiniões expressas no artigo são de responsabilidade do autor. O Site não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços de terceiros.


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa