Ele era bem mais que um animal de estimação?

Ele era bem mais que um animal de estimação?
Autor Íris Regina Fernandes Poffo - irisp@uol.com.br, irisrfp@gmail.com
Facebook   E-mail   Whatsapp


Aquele ser tão querido de quatro patas, tão companheiro, tão especial, partiu desta vida material. Por quê? Fez a passagem para o plano espiritual, porque chegou a hora dele ir! Tenha a certeza que ele continua bem vivo do lado de lá! Não sofre mais as dores físicas, mas sente saudades de você, do seu carinho, da sua atenção.

Talvez você tenha dificuldade em aceitar a morte, por já ter sofrido muito com a partida de alguém especial. Será que a escola da vida está lhe trazendo outra oportunidade de aprendizado!

Sabemos que o coração dói! Gostaríamos que aquele ser peludinho ficasse eternamente do nosso lado. Talvez você acreditasse que ele iria durar para sempre! Ilusão! A doença, os acidentes e a morte fazem parte da vida de todos os seres do reino animal! Claro que ele era muito mais que um bicho, era alguem que fazia parte da sua familia afetiva!

Creia, a morte não é o fim de tudo! É apenas o término de um ciclo, pois nossa jornada não é uma estrada de linhas paralelas que terminam no infinito. A vida é cíclica, como uma espiral ascendente! E está tudo em movimento constante!

Observe as horas do relógio, observe o sol! Temos a falsa sensação de que estamos parados, que a Terra está parada e o Sol, depois que nasce, no amanhecer, move-se para o poente, no entardecer e escurece. Mas, a escuridão da noite não dura muitas horas, pois logo amanhecerá, e o sol brilhará. Mesmo que o céu esteja nublado! Quer queiramos ou não, o raiar de um novo dia nos chama a recomeçar. Aceitemos ou não, a Terra gira em ciclos em volta do Sol.Deixe o sol brilhar novamente para você!

Por favor não sofra por culpa. Não se deprima pensando que sua vida não tem mais sentido! Sim, foi alguém muito importante para você, mas não atribua a ele a sua razão de viver! Existe um ser divino dentro de você! Não se desmereça!

A saudade que aperta seu coração vai diminuir pouco a pouco, dia a dia, conforme você aprender a aceitar esta transição. Tudo é passageiro, só o amor é verdadeiro! Isto não quer dizer que você deva esquecer deste lindo ser, com quem conviveu tão intimamente! Isto quer dizer que quanto maior o apego e a revolta, maior a dor! Use o discernimento! Desapegue-se do orgulho e do egocentrismo! Precisamos aprender a aceitar o que não podemos mudar!

Sabemos quanto aquele ser peludinho era importante para sua vida! Inúmeras vezes, foi ele que lhe consolou e lhe fez companhia, com aquele jeito meigo de ser. Vocês se ajudaram! A amizade que surgiu foi muito importante para o aprendizado evolutivo de ambos.

E, pode ser que se reencontrem em breve, em alguns meses, em alguns anos! Depende da necessidade de aprendizado de cada um! Amplie sua maneira de pensar, evite ficar com mente fixada em pedidos ao Alto para que ele regresse novamente, rapidamente. Tudo ocorre no tempo certo!

Esses seres que tanto estimamos, vieram conviver conosco, essencialmente, para que possamos aprender a desenvolver o amor incondicional. Aprendamos com eles a não guardar mágoa, rancor, ou raiva. Guardemos as boas recordações e os momentos mais felizes juntos! Isso fará muito bem a eles e a nós!

E, se você ama os animais, extravase sua energia amorosa! Ajude a cuidar daqueles que foram abandonados e se encontram nos abrigos! No momento certo, talvez você se apaixone novamente por outro lindo ser peludinho, e o ciclo recomeçará!

Saúde e paz, esperança e perseverança no bem!

Iris R. Fernandes Poffo (bióloga, terapeuta holísitica, espiritualista) - SP, 16.08.2020
Texto Revisado


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 38



Compartilhe Facebook   E-mail   Whatsapp
foto-autor
Autor: Íris Regina Fernandes Poffo   
Bióloga, espiritualista, terapeuta holística e escritora.
E-mail: irisp@uol.com.br, irisrfp@gmail.com | Mais artigos.