auravide auravide

Se o outro não fez a parte dele, isso não interfere na parte que lhe cabe



Prezados, esse é um assunto importante porque está intimamente ligado aos relacionamentos humanos. Todos nós, sem exceção, precisamos nos relacionar com outros seres humanos de forma que para que esses relacionamentos sejam harmoniosos, tranquilos e tragam felicidade, todos nós precisamos cumprir com a parte que nos cabe.

Eu me refiro a todos os tipos de relacionamentos humanos, familiares, profissionais, vizinhos, amigos, entre muitos outros importantes em nossas vidas.

Para melhor exemplificar, vou começar citando as relações familiares, pais e filhos são um tipo muito íntimo de relação porque falamos da raiz da família e desta forma sempre será muito delicado falar sobre essa relação, porém, a bem do esclarecimento e do aprendizado que isso trará, resolvi falar.

Nesta relação, cada parte tem seus direitos e obrigações que são padronizados pela sociedade como consenso geral. Ao pai e à mãe, por exemplo, são imputadas obrigações de cuidar, sustentar, educar e orientar e preparar para a vida aqueles que são seus filhos.
Os filhos também possuem suas obrigações e direitos conforme o modelo da sociedade, cuidar, zelar, tratar com carinho e atenção seus pais, principalmente nas fases avançadas de suas jornadas terrestres.

Marido e esposa, irmãos, avós e outros mais, seguem a mesma regra, porém, quando uma das partes não cumpre a parte que lhe cabe, seja por incapacidade, por desconhecimento ou por estar à margem do sistema, fica aqui a pergunta:
O suposto erro ou descumprimento de uma parte justifica o erro da outra?

Que mérito teria uma das partes em igualar o mesmo procedimento da outra parte?
Se um pai ou mãe não cumpriu seu papel, isso justifica o descumprimento do papel dos filhos ou vice-versa?

Bem, é disso que se trata aqui, todos nós devemos cumprir a parte que nos cabe nas relações humanas, independente do cumprimento das partes dos outros.
Nosso erro como ser humano não pode ser justificado pelo erro de outro ser humano, isso não é viável para a evolução humana.

A evolução humana pede que façamos a parte que nos cabe, a parte do outro cabe ao outro, só podemos fazer a nossa parte; é preciso que  tenhamos a consciência e a empatia com aquele ser humano que compartilha relação conosco, seja afetivo, familiar, profissional, vizinhança, enfim todos os tipos de relacionamentos.

Portanto, esta é a reflexão do momento, faça a sua parte, trate com educação e respeito todos os seres humanos que se relacionam com você, mesmo que eles não o façam da mesma forma, assim é que se dá o exemplo e onde um ser humano ensina ao outro, não respondendo na mesma baixa frequência, mas sim elevando o padrão vibratório é que modificamos uma relação para melhor.

Faça a sua parte e não se preocupe, cumprir a parte que lhe cabe já lhe garantirá muita tranquilidade de alma, porque sua consciência estará tranquila e uma consciência tranquila é tudo o que se precisa para estar em paz consigo mesmo.

Sejam felizes e façam a parte que lhes cabe, durmam e acordem em paz consigo mesmos...

João Sposito – Brasília – DF

Novembro 2018


Texto Revisado

Publicado dia 17/11/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1



foto-autor
Autor: JOÃO LUIZ SPOSITO   
João Sposito, atende em Brasília-DF, Terapeuta em Bio energética(par magnético), Reikiano, cromoterapeuta, espiritualista desde 1998, realiza assessoria espiritual personalizada e aconselhamento. Agendamento de consultas: presencial e a distância, (61) 982247680 whatsapp.,
E-mail: jlsposito@hotmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa