Preparando-se para a 5ª dimensão  
   

Preparando-se para a 5ª dimensão

Autor Vera Marfeza - veramarfeza@gmail.com

Compartilhe
   

Já não é mais segredo até para os que não querem saber sobre o assunto. Mas os sintomas já se apresentam e não há médico e nem remédio que resolva. Fibromialgia, dores de cabeça e na base do crânio, entre outras, formigamento nos pés e mãos, taquicardia, eventuais tonturas, como se estivesse bêbado, muito sono e pouco sono, muita fome e pouca fome, sensações extremas como euforia e depressão. O sentimento de desorientação, na maioria das pessoas, tem sido constante, trazendo a possibilidade até de pensamentos suicidas.

Quem sabe e procura buscar as informações desde sempre, está consciente de que, desde 1988, o planeta passa por uma onda de energia crescente que chamamos de Níveis de Corpo de Luz. É o despertar dos códigos genéticos humanos. Uma preparação para uma subida de frequência em todo o planeta. Cada vez que essa emissão de luz acontece, as pessoas sentem. E essas sensações desconfortáveis tendem a aumentar, de acordo com o nível de resistência de cada um. As queixas são muitas e por mais que avisemos do que se trata, há uma tendência em buscar soluções inócuas como medicamentos e entorpecimentos.

Mas por que esse desconforto físico, emocional, mental e espiritual acontece? Primeiro porque os nossos corpos físico, mental, emocional e espiritual estão desconectados entre si. Basta observar o comportamento da grande maioria que olha a vida por uma janela diferente. Há pessoas extremamente passionais, outras pragmáticas e também aquelas que valorizam demais o físico. As que se conectam ao corpo espiritual, em excesso, tendem a negar a materialidade, como se isso fosse a grande vilã.

As nossas experiências para serem realmente bem vividas, deveriam passar pela percepção desses 4 corpos, não somente por um deles, como acontece. Se estivessem conectados estaríamos com uma avaliação dos fatos de uma forma completa, sem puxar para nenhum dos 4 lados. Para completar, fomos desconectados quanto aos nossos chacras que além de estarem desconfigurados em sua geometria (a correta é a esférica e não em cone) todos eles deveriam estar unificados somente ao chacra cardíaco, emanando luz para todas as direções, como numa esfera giratória.

As pessoas aprendem sobre aquela quantidade de chacras que aparecem nas ilustrações, como se fosse o estado natural da nossa existência por aqui. Separaram todos os chacras, do chacra cardíaco, para ser mais fácil o controle. Agora é possível entender a ilustração de Jesus apontando para o coração, emitindo luz. Originalmente os seres humanos eram assim constituídos. O chacra cardíaco comandava tudo, pois havia uma percepção da vida através do coração.

Fomos deliberadamente desconectados da Fonte e com isso, ficamos desacostumados em receber essa energia de frequência alta. Hoje com a entrada dessas novas energias, o que estamos assistindo é uma desestabilização do ser humano que nenhuma medicina dará conta. O aumento das doenças mais graves é visível. Claro que tudo também está associado a má alimentação, ao desequilíbrio da natureza e ao stress da vida moderna.

Então, voltar para casa é reunificar todos os chacras ao chacra cardíaco e alinhar todos os corpos (físico, mental, emocional e espiritual), bem como se alimentar saudavelmente, meditar, para que a luz que se intensificará no planeta, em breve, possa encontrar um corpo humano mais preparado para viver a 5ª dimensão.

www.veramarfeza.com.br



Obrigado por votar

Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação:
Preparando-se para a 5ª dimensão
5 5

Compartilhe
   

Autor: Vera Marfeza   
Terapeuta, Numeróloga,Rescisão de Contrato Karmico, Coach, Hipnose Clínica, Bioenergética, www.veramarfeza.com.br Há 50 anos atendendo.
E-mail: veramarfeza@gmail.com
Visite o Site do autor e leia mais artigos.

Publicado em 11/07/2018
 

Deixe sua opinião sobre este artigo



Acessar seu Clube STUM
Faça
seu login


© Copyright 2000-2018 SOMOS TODOS UM - O conteúdo desta página é de exclusiva responsabilidade do Participante do Clube. O Stum não se responsabiliza por quaisquer prestações de serviços oferecidos pelos associados do Clube, conforme termo de uso STUM.