auravide auravide

Você já esteve ou está no fundo do poço financeiro? Parte 1


Facebook   E-mail   Whatsapp

Alguma vez você já se encontrou em uma situação financeira complicada e não tinha a menor noção do caminho a seguir para mudar tal realidade? Eu estive no fundo do poço e quero contar para você como percebi que estava naquela situação crítica, como me sentia e como consegui sair de lá.

Você costuma sentir-se sobrecarregada com as tarefas do dia a dia e não dedica um tempo diário, ainda que pequeno, para desenvolver a sua prosperidade? Esse foi o meu primeiro mal: acreditava que a vida era só trabalhar, gastar, pagar contas e se não desse para pagar, pegava empréstimos e mais empréstimos para quitar empréstimos anteriores. Jamais pensei que eu precisaria estudar sobre prosperidade.

O meu segundo mal foi que, por um longo período, tinha medo de olhar o meu extrato bancário. Entrava mês, saía mês e eu às vezes imprimia o extrato mas, nunca o analisava. Então, sabe o que aconteceu? Fui parar no fundo do poço financeiro. Quando me assustei, a situação estava insustentável. O meu extrato bancário estava no vermelho, eu estava "atolada" em cheques especiais, em cartão de crédito, em empréstimos, em tarifas bancárias, taxa x, taxa y, dívidas infinitas. Ufa!!! E agora?

Essa foi a pergunta que me fiz e sabe o que aconteceu? Recebi mais e mais propostas de empréstimos. A mão coçava para aceitar mas, se eu aceitasse eu teria um alívio que duraria segundos e a dor voltaria logo e ainda mais forte. Como eu queria sair dessa situação e aceitar empréstimos foi um dos caminhos que me levou ao fundo do poço, fui forte para dizer não, sem pensar duas vezes. Não foi fácil, mas, era necessário para a decisão que tomei de sair do sufoco.

Você pode pensar: que louca! Se estava endividada e recebia proposta de empréstimos, por que não pegava e quitava as dívidas?
Passei a dizer não porque, intuitivamente pensava: ao aceitar as propostas significaria cavar ainda mais o poço no qual eu me encontrava. Isso porque não era oferta de empréstimo a juros zero. E os juros abusivos só fariam com que a bola de neve crescesse cada vez mais. E ela já estava enorme sob o meu ponto de vista.

O primeiro passo foi perceber que eu estava numa situação complicada, embora não soubesse o que fazer para sair. Por isso, é importante olhar de fora para dentro para perceber o que está acontecendo com a gente. Percebi que eu não sabia o que eu precisava naquele momento, mas, sabia que não era dinheiro. Foi quando pensei: a nossa insegurança se encontra onde falta o conhecimento. E fui buscá-lo.

Pesquisei vários sites, porém, muito do que li, ignorei. Ignorei porque as orientações eram muito pontuais. Eu deveria, de cara, começar a fazer o oposto do que eu fazia, ou seja, registrar os ganhos e gastos, conferir extratos e, naquele momento, isso era muito para mim porque tudo o que eu fiz foi decidir mudar a minha situação mas, ainda não tinha feito nada que me fortalecesse para conseguir fazer o que mais me afligia. Eu não conseguiria fazê-lo porque só constataria a situação de estar no fundo do poço e eu ficaria pior do que já estava. Eu precisaria de algo diferente, embora não soubesse o quê.

Então, reconheci que fui a responsável por estar onde eu estava e pedi a Deus para me orientar, para me direcionar, me ajudar a enxergar o que me ajudaria a sair da enrascada que eu busquei com as minhas más escolhas. Reconheci que não estava focada no desenvolvimento da minha espiritualidade e que eu precisava fortalecer a minha base. Parti para uma pesquisa mais ampla e o que encontrei de imediato foi sobre o poder da gratidão e das afirmações positivas. Várias pesquisas me direcionavam para esses dois resultados. No início, pensei: agradecer o que se estou atordoada em meio a tantas dívidas? Fazer afirmações positivas se estava literalmente negativa? Para mim, naquele momento, falar coisas que não aconteceram seria bobagem e não me levaria a lugar nenhum.

Nessas pesquisas li algo que me chamou a atenção: seja cientista, experimente! O momento é de crer para ver! Refleti sobre isso e pensei: é a única saída que eu teria, uma vez que decidi mudar a situação que eu vivia. E então dei início a um processo diferente de tudo o que eu já tinha feito até então..

Até aqui fez sentido para você?
Aguarde a parte 2

Enquanto isso venha ver mais dicas de prosperidade no meu instagram www.instagram.com/ailza.amorim 

Texto revisado


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 159


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: AILZA GABRIELA ALMEIDA AMORIM   
Ailza Amorim é Mestre em Educação, Palestrante, Terapeuta Aura Master, Reikiana e Practitioner de Barra de Access. Foca no autoconhecimento por acreditar que este é a base do desenvolvimento humano e para a prosperidade plena. Para saber preços e conhecer os pacotes de serviços: (38) 988539363 - ailza.amorim@gmail.com
E-mail: ailza.amorim@gmail.com | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa